Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Quando parar....

Tic-Tac
Respiro aliviado por ainda escutar o relógio que marca as horas de tensão que vive o meu sentimento.
Esperando que a cada segundo a explosão possa vir dessa bomba relógio que me tornei.
De sentimentos querendo explodir dentro de mim e se libertarem para que os que estejam próximos a mim possam ver sua fúria.

Tic-Tac
Quanto tempo mais escutarei esse som?
Quanto tempo ainda tenho para ficar aliviado?
Não pensarei neste dia como mais um, aproveitarei os poucos momentos que me restam, usarei toda a minha força para desarmar essa bomba.

Tic-Tac
Fico esperando aflito o próximo tocar, fico sentado pensando o que sobrará dos meus sentimentos. No que me tornarei?
Sem uma parte de mim morrerei!
Minhas forças estão acabando nesse sufocar de angustia que me aperta e me destrói por dentro.

Tic-Tac
Esse deve ser o último.
Vou descansar em paz para que não me lembre do que vem após esse momento.
Para que não sinta as dores do despedaçar de meus sentimentos, e para não viver a destruição de meus sonhos.
Não agüento a dor de me ver distante do que eu sou e do que quero ser, mas não vejo escolha.
Não consigo desarmar o sentimento de raiva que se acumula, nem dissipar a fúria que se formou.

                  B astava eu acreditar nos outros.
                  O u superar com amor os obstáculos.
                  O utro momento de paz desejar.
                  M as não tem mais jeito de voltar atrás.
Fabio Melato
Enviado por Fabio Melato em 05/11/2007
Código do texto: T725031

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Fabio Melato
Taubaté - São Paulo - Brasil, 33 anos
37 textos (2308 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/10/17 19:30)
Fabio Melato