Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ansiedade

A ansiedade não presta, corrói as bases emocionais do ser.
Lentamente desequilibra os sentimentos e anula o viver.
É a irmã gêmea da angústia, ninguém a deseja em nenhuma dimensão
É um fluxo sanguíneo impressionante alvejando o coração.

Ela corrompe os sentidos aplicando anestesia;
Quando agimos é por puro instinto, com a mente vazia;
Não dormimos, não comemos, e se os fazemos é em excesso
Não se faz o que deseja, somente o que se detesta.

Destruímos relações, profissões, tornamo-nos surdo-mudos,
Fixados na idéia que quase sempre é absurda;
Morremos pouco a pouco em uma agonia lenta.
Constrastando com o estado de aceleração que o corpo enfrenta.

A ansiedade é um mal sorrateiro que nos rouba a sanidade;
Não escolhe credo, cor, classe social ou idade;
A gente sofre calado em completa frustração,
pois geralmene o impulso só causa mais confusão.

Nada é perfeito e disso ninguém duvida,
Mas a malfazeja ansiedade ajuda a bloquear toda saída,
Precisamos cuidar atenta e conscientemente
Das causas da ansiedade e de suas consequências.
NilzaFreire
Enviado por NilzaFreire em 10/11/2007
Código do texto: T731594
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
NilzaFreire
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 53 anos
425 textos (9991 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 22:50)
NilzaFreire