Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Encerrando ...

Encerrando ...

Vivi cada paixão como se fosse meu primeiro e único amor.
Não me preocupei com tempo, comparações ou rótulos.
Fui intenso a cada gesto, fui todo a cada átimo, sem freios ou receios.
Não segui conselhos, não parei em sinais vermelhos, não tirei conclusões precipitadas nem usei cartas marcadas.
Não fiz previsões, não tive prevenções, inteiro em todas as ações, tirei minhas próprias conclusões.
Não me poupei em nada, não deixei nenhuma emoção calada.
Fiz amor com toda intensidade, estive pelno a cada gota de felicidade, fui com a sede dos pioneiros a cada fonte, desbravei de coração aberto cada vale e cada monte.
Realizei sonhos e quimeras, fiz de cada estação novas primaveras, criei deusas e coroei rainhas, espargi esperança pelas vinhas.
Agora que a estrada chega ao fim, relembro cada passo que faz parte de mim, cada beijo que dei, cada sonho que realizei, cada castelo que construí, cada vitória que consegui.
Sai de cena o ator, fica a história, assino pleno e consciente cada momento da minha história e termino com a impagável sensação de vitória.

Leonardo Andrade
Leonardo Andrade
Enviado por Leonardo Andrade em 15/11/2007
Código do texto: T738898

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (citar o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Leonardo Andrade
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1525 textos (65168 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 15:46)
Leonardo Andrade