Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Meu Homem...Engomado!

Minha mãe me deixou só
Não me deu irmão e assim cresci filha única...
Até hoje sou carente, e todos os que encontro e me dou muito, muito bem, assim os adoto.
Mas meu pai não me deixou sozinha...Danado o cara!
Era do tipo boêmio, engomado e com o bonezinho na cabeça
aquele tipo que fazia as mulheres delirarem e fazerem questão da "peça".
Beleza não tinha, mas o charme tipo daqueles dançarinos de salão é o que tem até hoje aos 73, e o que fazia as mulheres ficarem doidiiiiinhas!!! rsrsrs
Ah, meu velho, se muito não tivesses fumado, não terias estragado tanto o teu pulmão, se não tivesses já trocado por duas vezes o marca-passo...mesmo nesta linda idade ainda estaria fazendo sucesso nos salões de dança das serestas, bailes da coroas...Valsando os teus passos leves, quais já tentei até fazer parceria.
Com teu sapato brilhante, e tua roupa engomada, durante a noite trocando o boné pelo chapéu alinhado...E hoje é assim, ficamos curtindo em cima da sua vida curtida e bem vivida...E quantas vezes eu ouço o senhor dizer: O que você queria, que as mulheres me dessem bola e eu saisse como otário? -Ah, meu gatinho (assim o chamo), malandro nunca foi otário...
Tu não perde a alegria da vida, que beleza o seu ser, mesmo estando limitado no seu espaço, sem muito poder percorrer. Farras e mulheres só nas lembranças, e persiste alegre, mesmo no limite de uma banca de baralhos, na praça da esquina, nas saídas só para médicos. Já não anda muito, se não, não consegue respirar. Imagine a arte de trabalhar...Não mais pensar...
Mas fico feliz meu amigo, juntos nos divertimos muito, e mesmo estando do outro lado de um fio ouvindo a tua voz; para mim é tudo. Tudo é vida, até quando em gargalhadas me diz, como ouvi à pouco: - Estou aqui cheio de doença, tomando um monte de remédios e a cova me esperando.
Para de ser criança meu pai, ah, não quero brincar agora!!


18/11/07   15:20hs depois do falarmos ao telefone


Rita Santiago
Enviado por Rita Santiago em 19/11/2007
Reeditado em 19/11/2007
Código do texto: T742721
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (citar nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Rita Santiago
Salvador - Bahia - Brasil
186 textos (7083 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 06:08)
Rita Santiago