Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MÓTUO DAS ESTAÇÕES


Fêmea...
Não sabes que nossas vidas são como as estações?
Ora primavera em todo o seu cio
Ora verão em todo seu quente fogo,
Outono chega.
Nossas necessidades são como folhas que caem.
E quando caem são como perdas em nossas vidas.
Fazendo-nos fracos com suas ausências.
Passamos assim por mudanças de estados.
Inverno chega e nos recolhemos.
Morremos e depois ressuscitamos
Brotando flores em nova primavera.
Nosso cio reaparece.
É assim a metamorfose em nossas vidas.
Ora estamos tristes, ora alegres.
Nestas alternâncias nossos humores se renovam
Tudo se repete do nascer à nossa morte.
Teu fogo esta apenas em forma de brasa,
Contido pelo frio dos dias de inverno.
Logo, logo a primavera ressurge.
Teu fogo se avivará,
Com o vento constante e quente do verão
Queimará outra vez nossas entranhas.

21.03.2004
Tadeu Costa
Enviado por Tadeu Costa em 22/11/2005
Código do texto: T74910
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Tadeu Costa
Recife - Pernambuco - Brasil, 73 anos
97 textos (7723 leituras)
2 e-livros (226 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 10:04)
Tadeu Costa