Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Aurora do amor

É cardeal do ingênuo artístico
Oferenda sem cerimônia,
Do encalço contíguo e abstrato
Lépido como um relance.

É córrego da procissão que chora
Na configuração sem forma e cor
Do enigma rude da dúvida
De ternura inquieta e malferida.

Na escultura da opulência
Rezareis à dor longa,
Pálida e sombria
Da aurora do amor.


Fernando A. Troncoso Rocha
Fernando Troncoso
Enviado por Fernando Troncoso em 27/11/2007
Reeditado em 01/12/2007
Código do texto: T754215

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Fernando A. Troncoso Rocha). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Fernando Troncoso
Praia Grande - São Paulo - Brasil
243 textos (4739 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 21:54)
Fernando Troncoso