Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Meu Castelo

Meu castelo,
Sombrio e cheio de teias,
Feitiços...
Meu castelo é meu interior,
Faltava um pedaço de mim,
Meu castelo é meu sonho,
Meu castelo é belíssimo e tudo para mim,
Porém faltava-me algo...E não sabia o que...
Meu castelo é o meu desejo infinito de viver,
Vivenciando a simplicidade...Não ser voraz...
Meu castelo é a verdade que existe em você,
Meu castelo é a minha própria vida interior,
Meu castelo é retroceder-me à minha infância,
Meu castelo é a saudade retrógrada...Quando brincava de bola de gude, futebol com a bola que fazia com a meia de minha mãe...
Meu castelo é a minha primeira professora...
Meu castelo é a reminiscência de mim mesmo...Que loucura?
Meu castelo é o Anatômico de minha Faculdade, ainda exalo o cheiro de Formol...De corpos cadavéricos...Com almas que infelizmente não convivi...
Meu castelo são os deleites preciosos, os acalentos deliciosos de minha saudosa mãe...
Meu castelo faz parte de mim...Está em meu subconsciente...
Meu castelo é o meu passado...Que vivi e, não vi...
Meu castelo, hoje... É reviver momentos de real sutileza...
Meu castelo seria para mim...Entrar numa Máquina do Tempo...
Reencontrar-me e, reviver pessoas e situações...
Na verdade meu castelo é você...Que estava perdida ou, escondida em algum lugar...
Meu amor seja a rainha de meu castelo...Faça tudo que eu possa reviver o passado, de uma forma mais feliz e, faça do meu presente e futuro um castelo de amor sem fim...
                       
                         Amo-te
       
                                   Francisco Cesar Ferreira Espíndola
Amante das Palavras
Enviado por Amante das Palavras em 03/12/2007
Reeditado em 08/12/2007
Código do texto: T763653

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Francisco Cesar Espindola). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Amante das Palavras
Casimiro de Abreu - Rio de Janeiro - Brasil, 63 anos
77 textos (4201 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/10/17 06:06)
Amante das Palavras