Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Caminho na noite sozinho

Caminho na noite, sozinho!
Caminho no escuro, penetro no silêncio! Vagueio por ruelas sem luz até finalmente chegar ao cais. A lua está cheia e a noite ganha assim maior sentido de medo e misticismo. Almas passeiam a meu lado, vagabundos adormecem nas docas, espíritos passeiam nas águas do rio que morreu. A água parou no tempo, negra. Ao longe ouvem-se estilhaços de vidros a partir, ladrões talvez. A noite vai nua e nova. Há fumo no ar, sombras passam por mim de relance. Há lama na estrada, pedras esquecidas e madeira abandonada. O vento sompra e anuncia um prenúncio. Vejo muito lixo no chão, percorro o caminho debaixo de luz amena. Ah! Sinto-me tão bem aqui, no sítio onde a ponte leva ao fim!
Eng Teixeira
Enviado por Eng Teixeira em 26/11/2005
Código do texto: T76446
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Eng Teixeira
Portugal, 41 anos
20 textos (586 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 22:57)