Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

let's stay together i t s u m o

Vamos caminhar juntos por um caminho de solidão; com o sol a nos banhar serenamente, recebemos o agradável calor do começo de uma calma e limpa tarde de inverno.

Poderia não estar vendo você, mas sua presença é tão marcante... Não haveria como não senti-la.

Envolve-me como o morno soprar do ar através de suas macias narinas rosadas de tigre... Um sonho do qual escolhi nunca mais acordar e vivo embalado pelas doces memórias dos lindos momentos que nunca tive com você nesta vida...

Somos só você e eu, não amigos, mas dois seres ligados intimamente pelos elos da alma, translúcidos, mas tão palpáveis quanto a maçã que você me alimentou.


"Passo fome hoje para que possas me alimentar amanhã."


Ouvi sua voz rouca, proferida num sussurro carinhoso que me acariciou por dentro, acalentando meu ser e consciência e mantendo-me focado apenas no presente. O amanhã será lindo, mas o presente precisa ser inesquecível para tornar o futuro ainda mais grandioso.

Você, com uma amabilidade sincera, selava o pacto que fizemos quando escolhemos percorrer o mesmo caminho mais uma vez; amanhã, minha vida será sua, assim como hoje você me entrega a sua. Vou ser consumido por sua existência, meu corpo débil se transformará na vida que nos guiará sempre adiante, sempre juntos.

Muitos poderiam dizer que isso é cruel, errado, ou loucura até, poderiam lhe culpar por consumir com alguém jovem e aparentemente próspero... Mas os que assim poderiam pensar então apenas estariam demonstrando que não compreendem a vida, ou muito menos o que é viver.


Não precisamos nos preocupar com eles; nós dois entendemos... a nossa vida.


Estendo minha mão até seu focinho, num gesto de ternura, e afago-lhe a cabeça, sorrindo. Como você está lindo! O sol reluzindo em tão suave pelagem, dando um clima plácido ao laranja de seus pêlos, cortados pelas imponentes listras que me fascinam a cada vislumbre que meus olhos dão...


Let's stay together...  i t s u m o...


Meus lábios ensaiam o dizer que você compreende sem ouvir, e vejo seus olhos sorrirem para mim com um brilho tão calmo e complacente... Estamos tão felizes e ajoelho-me perante você com os olhos represando tantas lágrimas de alegria que, de tão arrebatadora, insiste em transbordar através de um gesto tão belo e sincero que é chorar.

Puxo você para um abraço e aperto-o com muito carinho; posso sentir sua poderosa e grande pata sobre minhas costas, deslizando num gesto relaxante, seus ronronares a embalar minha euforia e amor à vida... Sinto-me tão morno e tranqüilo por dentro!

Estamos juntos fisicamente mais uma vez, ah, que doce e gentil alegria! Como te amo, minha admirável criatura; quantas vezes você me salvou da solidão, da frieza, do desprezo e da incompreensão... E como resultado disso, surgiu nosso amor, suave sensação que emana de nossas almas, aquece nosso sangue e é espalhada pelo mundo, carregada com leveza pela brisa que sopra ondulante por nós dois e nos incita, trazendo calafrios. Estamos vivos e atingimos o ápice das sensações físicas; logo, nossas almas estarão se reunindo também...


Eu e você... estamos juntos... e assim estaremos...  i t s u m o...
Vagner Albino
Enviado por Vagner Albino em 27/11/2005
Código do texto: T76989
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Vagner Albino
São Leopoldo - Rio Grande do Sul - Brasil
21 textos (775 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 22:01)
Vagner Albino