Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Diga que me aceitas

Nesse momento que execro a distância
não de ausência, mas de imensa saudade
lanço um quase lamento com insistência
vivendo um amor que dança virtualidade

Somente não torna-se maior martírio
pois contemplo teu mistério na imagem
abranda mirar esta beleza como de lírio
ou de rosa carmim numa bela mestiçagem

Na têmpora o coração comunica a sublime
correspondência desenhada em sinais vários
e as aspirações através dela assim exprime
potências que vibram sob os comentários

E nestes signos transpassa percepções
vê-se, agora, muito mais inflamadas
procurando mesmo as inéditas traduções
das propostas quase sub-entendidas

Quase impaciente, a alma atreve-se dizer
com sentimento e instinto confluindo
manifesta que na fonte própria quer beber
e crê numa oferta do universo existindo

Nesta viagem caminhando pelas linhas
pede que enxuguemos todas as lágrimas
assim como eu as tuas, tu as minhas
unindo completamente nossas estimas

E como num tempo que me parece eterno
essas propostas que aqui foram feitas
aguardam ansiosas com um beijo terno
finalmente que diga que me aceitas.



________

(Copyright © 2005 A.José C.Coelho. Todos os direitos reservados.)
Joseph Shafan
Enviado por Joseph Shafan em 22/12/2005
Código do texto: T89267
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Joseph Shafan
São Sebastião - São Paulo - Brasil, 63 anos
773 textos (98818 leituras)
25 e-livros (10469 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 05:12)
Joseph Shafan