Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

prenúncio da dança

vidros coloridos de sangue esventram a rua
pedaços de vida íntima, higienes nauseabundas
lixos violam a solidão do momento
e tu deixas o mundo morrer-te em cima

há papéis e panfletos, cartazes e flyers
existem indícios do medo
sociedade faz-se um mais um
os que amam a nudez do nada

correm lentidões
ecoam cânticos
badalam sinos, gemem ilusões, mão cheia de factores que pululam no circo
e nós, abandonados, no prenúncio da dança.

são marcos (2005)
Nuno Trinta de Sá
Enviado por Nuno Trinta de Sá em 28/12/2005
Código do texto: T91144
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Nuno Trinta de Sá
Portugal, 43 anos
73 textos (1677 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 20:31)