Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

cheiro

cheiro as coisas. indeléveis mas fixas. sinto o cheiro.
de fora, de perto, de longe. o cheiro da rua, das multidões regradas,
das flores desfloradas, das promessas, dos desejos. cheiro.
cheiro sobretudo a terra. vomito mel, inalo frutos. imaginação
tropical, cheiro a vida, que passa sem me sentir.
cheiro o natal, os corações bons, as hipocrisias torpes.
e cheiro a mediocridade. cheiro! cheiro! cheiro!
sem instintos, sem propósito, sem razão.
cheiro púrpura, seda, lua, lixo, trampa, podridão.
cheiro-chei-che-ch...
cheiro emoções. e agora sou camaleão, crocodilo, rei da selva!
cheiro e sou humano.

e adoro as mulheres, o sol, cerejas.


torres vedras (23 de dezembro de 1992)
Nuno Trinta de Sá
Enviado por Nuno Trinta de Sá em 28/12/2005
Código do texto: T91513
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Nuno Trinta de Sá
Portugal, 43 anos
73 textos (1676 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 11:58)