Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

E assim espelho minha vida...

O dia amanhece e a escuridão da noite vai passando, e a cada dia que nasce, a cada raio de sol que surge, as duvidas invadem meu ser, os porques entram em minha mente e começo então me desesperar... Pois não encontro as respostas para todas minhas perguntas.
Prefiro então ficar sozinha, escondida em algum lugar...Lugar esse onde ninguém possa me achar, para que assim minha dor seja menor e minhas lágrimas não sejam tão árduas quando caírem em minha face. Tento olhar para os lados e ver se lá no final, mas bem no finalzinho mesmo,encontrarei a felicidade... Encontrarei o que tanto procuro. Mas na verdade o que eu procuro mesmo? Nem eu mesma sei... Ah, acho que procuro pessoas sinceras, mas como saber se existem mesmo?? Procuro um verdadeiro amor, mas acho que esse nem existe... São perguntas e mais perguntas, e as respostas? As respostas que estão cada vez mais longe de mim,cada dia mais sinto que as tentativas e buscas são vãs.
O tempo de repente muda, o sol se esconde, nuvens carregadas de angustia aparecem no céu e derramam águas,muitos chamam de chuva, mas eu não sei...Prefiro acreditar que as nuvens também sentem tristezas e por isso choram caracterizando a chuva. É engraçado, as lágrimas das nuvens alegram os seres-vivos,molham a terra,e são lágrimas tão fantásticas que conseguem preencher algum vazio no meio do nada, formando uma corrente de lágrimas que vão para algum infinito...alguns chamam esse infinito de oceanos,mares... E se alegram tanto em ver aquele mundo de lágrimas que até brincam entre elas. Então eu definitivamente chego a uma conclusão: "A tristeza de alguns, serve para alegrar outros".
Mas eu ainda não desisiti, as vezes até o vento que passa me ajuda a andar, pois estou cansando de caminhar... Quando eu era ainda tão pequena não imaginava como o mundo de gente grande era tão difícil, achei que fosse uma bola que caberia em minhas mãos e que eu poderia molda-la da maneira que eu achasse melhor, mas percebi que cada dia que ia crescendo, junto comigo esse mundo redondo tambem crescia e só aí pude ver que eu é quem sou um pontinho no meio desse imenso circulo... Aprendi que chorar nas madrugadas como fazia antigamente já não adianta mais, agora já cresci e tenho que enfrentar meus medos e anseios sozinha, tenho que vencer o monstro da inveja, da mentira, da falsidade... Tenho que vencer,mas ele insiste em vir fantasiado para me enganar, se esconde nos meus mais bonitos sonhos com sua fantasia de alegria por trás de um sorriso amargo, assim é impossivel tentar, quanto mais vencer.
Estou caminhando, com umas pedrinhas no pé, alguns espinhos no coração, e nessa minha caminhada, mesmo achando difícil encontro entre um passo e outro uns sorrisos perdidos, uns olhares que me admiram, uns braços que me abraçam e através dessa demonstração de carinho eu sinto minh'alma mais aliviada, meu coração mais leve, e parece até que as duvidas começam sumir de minha mente, a essas pessoas chamo de AMIGOS...
Ainda não consegui tudo o que quero, nem encontrei a saida de todos os meus problemas. Mas um dia eu sei que encontro... A minha confiança está em quem me formou, Deus sabe de tudo e por ele saber como é dificil lutar, e aguentar tantas perseguiçoes é que sempre anda comigo, as vezes por causa da correria desse mundão e pelas afrontas que passo acho que ele não está comigo, mas a cada dia que abro meus olhos, e a cada respiração que eu dou, eu percebo que ele nunca me abandonou e sempre segurará em minhas mãos quando minhas pernas fracassarem... E assim eu vou vivendo...
Monike Sotero Santos
Enviado por Monike Sotero Santos em 30/01/2006
Código do texto: T106045
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Monike Sotero Santos
Estância - Sergipe - Brasil
9 textos (498 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 04:22)
Monike Sotero Santos