Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Meu Brasil solidário

   Júlio é muito trabalhador e chegou em casa todo apressado para levar Marina e Fernando para a aula. Eles foram rapidinho por Athos, o cachorro da família, poderia entrar no carro. A mãe, dona Eliane, se apressou pois iria fazer o almoço e não queria se atrasar.
   No caminho, o semáforo fechou. Quando o carro parou, Fernando chamou Marina para presenciar a cena que ocorria.
   Era um menino mal vestido, de pés no chão, com uma caixinha na mão. Ele estava pedindo esmolas e dizia: "Por favor, um trocado senhor?!". Júlio então, fechando o vidro, diz: "Peça para um trouxa talvez!".
   Com os olhos cheios de lágrimas, ele sai.
   Na escola, aproveitando a atenção dos colegas, Marina diz o que viu e o que aquele menino deveria ter para viver bem. Os colegas dão a idéia de ir até a casa do menino para lhe dar o que realmente precisava. Eles deram de tudo, não só pensando nele, mas nos outros também.
   Você também pode colaborar com um Brasil Solidário, ajudando quem mais necessita. Faça sua parte!



(2005)
Natica
Enviado por Natica em 07/02/2006
Código do texto: T109125
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Natica
Bento Gonçalves - Rio Grande do Sul - Brasil, 21 anos
31 textos (1982 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 04:00)
Natica