Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Camélia Ruidosamente Silenciosa...

Eles foram aglutinados pelo dilúvio da real vida e não conseguiriam enfrentar, não fosse a inteligência, o discernimento e a força interior, pois o sentimento valia a pena, pelo menos para não encarquilhar a alma.A deles, porque a de alguns já se encarquilhava pela dúvida de existir, dor...apenas dor!Depois de uma vomitadela...tudo voltava ao lugar...mas este vómito estava a custar!!!O Junquilho que o diga!!!
A Dona Antónia tudo observava lá do firmamento e como omnisciente do todo, emitia uns sorrisos "paisibles"...Lá, naquela dimensão, já não se percebe o grau de parentesco...mas ela torcia pela camélia vernácula!Acalentava o coração/botão dela:fazia-a rezar, pôr os olhos no céu, pedir firmemente o seu desejo.Já ao Junquilho deixava-o viver como se este Planeta fosse definitivo na sua vidinha...deixava-o ser vaidoso, menino do seu nariz, egoísta, distanciar-se da essência do Malmequer.
Entre eles havia uma papoila e uma campaínha que deveriam cuidar, elevar, no sentido Francês do termo...(educar).Também havia o Trevo que se fiava na sua sorte e amava a camélia, à sua maneira...Mas o Malmequer, ai o Malmequer, adorava a sua camélia!!!
A camélia era como um rio, cheio de força, mas discreta e silenciosa...a vida e a sensibilidade ensinaram-na a persistir.Dizia para si:"Podem perder-se batalhas, mas a guerra não!"De parte em parte,tinha a certeza de conquistar o todo...de ficar à beirinha do Malmequer, do seu querido Malmequer!
Talvez quando a Papoila estiver viçosa e autónoma, ou quando a campainha for aprender a ler...resta a esperança, ainda que por tempestades,iras, invejas do Junquilho que perdeu antes de jogar...
Ainda que viva aparentemente feliz, o Junquilho perdeu-se na caminhada, e sabem a razão?Simplesmente porque ainda não sofreu nada...daí que a Camélia leve anos luz à sua frente!Por isso o Junquilho anda feito tonto e não sai do lugar, pois o Amor move montanhas e quando interditado, torna-se GIGANTE!Mas o Junquilho não sabe disto...a sua função é andar feita barata tonta`à procura do que não se vê, porque não sabe que se sente... sim do Amor!E quando correspondido...não há Junquilho que o separe!Uma questão de tempo...dizem a Camélia ruidosamente silenciosa e o seu Malmequer, que até bem a quer!Até à eternidade!!!Está escrito nas estrelas!
Harmoniae
Enviado por Harmoniae em 14/05/2005
Código do texto: T16963
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Harmoniae
Portugal, 50 anos
75 textos (7757 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 10:35)
Harmoniae