Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Veia vulgar

Ó estilo livre das nossas tubulações
Logo elas que correm pelo corpo todo dolorido
Enxemo-nas de cafeína, nicotina e quantas ínas pudermos dar
Aonde correm os operários e glóbulos inquietantes
Com lacres, nós e barbantes para a cicatriz

Seja um perdido, mercante ou imperatriz
O seu destino é o mesmo dentre tantos que carregam a mesma Veia
De inúmeros tamanhos estilos e formas que são no fim iguais
Nossa vida sem nós ou nossos bens materiais com a companhia de uma veia vulgar?


r u l
Enviado por r u l em 08/07/2006
Código do texto: T189669
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
r u l
São Paulo - São Paulo - Brasil, 29 anos
21 textos (1098 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 22:24)
r u l