Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

À procura de Deus

A possibilidade de conhecer Deus, está além do nosso alcance. O livro  X, das Confissões,  nos dá uma indicação de que para conhecer Deus, o homem deve buscá-Lo no seu interior, na sua alma. O homem é corpo e alma, mas  a parte mais nobre do homem,é a alma, e os sentidos são à entrada da alma. Isso quer dizer que se o homem viver dominado pelos sentidos, prevalecerá nele a vontade do corpo, da carne, do humano.Isso não permite que o homem se esvazie de si mesmo,e encontre Deus dentro de si.
    Para se esvaziar de si mesmo, segundo Agostinho, o homem tem o socorro da memória, que é a sede de todas as coisas. E ao interiorizar-se o homem busca na memória , seu passado, que está presente pois está vivo na memória,dessa forma ele  reconhece suas misérias humanas e encontra-se com Deus.
      Agostinho, questiona-se sobre o ato de confessar-se aos homens, pois se Deus  é onisciente,e sabe de todas as necessidades do homem, é porque esse Deus encontra-se dentro do homem,e portanto Agostinho agora   se confessa a Deus. Agostinho diz que para ser feliz, o homem precisa confessar suas misérias humanas, só  assim reconhece a misericórdia de Deus, e manifesta amor por esse Deus. Só dessa forma o homem encontrará a felicidade. Para ele,  a felicidade é uma das marcas da vida beata.O homem é corpo e alma, e  os sentidos são a entrada da alma. Por isso,  os sentidos devem ser usados de  forma harmônica.Agostinho pergunta-se a quais tentações poderá resistir, e como poderá a elas resistir.... E ele mesmo responde:não se distraindo, não se descuidando de si...tendo uma vida autêntica.Ele diz que o homem é senhor de si,e portanto deveria construir sua vida naquilo que quer fazer,encontrando seu próprio ser, sendo feliz , levando uma vida beata, sendo um com Deus, ou seja , vencendo às tentações. Assim  o homem faz o que quer o seu espírito, o seu eu verdadeiro que tende para Deus, e não o que o seu humano pode fazer.
    Quando Agostinho diz “sou um peso para mim  mesmo”, quer dizer que o corpo é um peso para a alma, a alma tem os desejos que fazem o homem feliz, mas no corpo residem os desejos que retiram o homem da vida beata. Por isso ele diz que sua vida é autenticada à medida  que ele vence as tentações.
     O homem quer  ser feliz, mas não o é, porque vive submetido às concupiscências da carne,e essas o impedem de ter uma vida beata.E para ter essa vida beata o homem precisa estar cheio de Deus, e para isso é necessário se esvaziar do mundo, ou seja, esvaziar-se de si mesmo, pois os desejos humanos, são contrários ao desejo do espírito.



Pequeno Príncipe
Enviado por Pequeno Príncipe em 22/09/2006
Reeditado em 22/09/2006
Código do texto: T246204
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Pequeno Príncipe
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil, 64 anos
77 textos (21447 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 14:45)
Pequeno Príncipe