Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O despertar

Vento suave, como vindo nas asas de borboleta.

Tênue luz aquece meu corpo, como de uma vela que, suavemente, aquece o quarto.

Uma gota cai, tão leve e gentil quanto um doce beijo de mel.

Um canto, longe, sonoro como a carícia da chuva numa manhã de primavera.

Algo se move, desperta, caminha voa canta agita pula corre grita salta mostra-se para o mundo vindo de trás de uma árvore áspera avermelhada alta verde sonora árvore que vive sonha anda, desperta sem fôlego, com pressa para viver e mostrar-se ao mundo.

Algo se move, acorda e diz: bom dia!
Luis Barros
Enviado por Luis Barros em 23/11/2006
Código do texto: T299318
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Luis Barros
Tatuí - São Paulo - Brasil, 37 anos
4 textos (443 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 18:09)