Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A HISTORIA DA MINHA VIDA(Peça feita por mim e carolina)

Entra Thayná, e fala:
- (opcional) Bom dia! Meu nome e Eduarda e estou aqui para contar a historia de minha vida. Tudo começou quando tinha 14 anos, minha família estava em crise, minha mãe muito estressada com patrícia (minha irmã), que tinha mudado de comportamento. Nisso entrei em depre, queria de todo jeito, viaja para bem longe dali, um dia conheci mel, uma amiga, ela era divertida e animada, alias não sabia o porquê de tanta animação. Um dia questionei porque da animação e desabafei.

Entra Thayná e fala:
- (opcional) Tudo começou quando tinha 14 anos, minha família estava em crise, entrei em depressão, queria de todo jeito, viaja para bem longe dali, um dia conheci mel, uma amiga, ela era divertida e animada, alias não sabia o porquê de tanta animação. Um dia questionei porque da animação e desabafei.

Foi que ela falou:
(entra carol e adrielly)
-Adrielly (mel) se você quer viajar se quer esquecer do mundo, experimenta isso.

Entra Thayná, e fala:
Foi que ela tirou do bolso um saquinho com pó branco, que era cocaína, e o deixou comigo.
No dia seguinte, minha mãe me deu uma tapa no rosto, e eu estava com tanta raiva que experimentei o pó.
Foi alucinante, e quanto mais minha mãe me brigava, eu cheirava, e fique dependente.
Cheguei a roubar minha mãe para me viciar
Minha mãe dizia:
-Giovanna () cadê meu dinheiro?Eu o deixei aqui!Patrícia, Duda, venham aqui!
(Entra Carol e Roberta)
-Roberta (patrícia) o que foi agora?!
-carol (Duda) o que é?!
-Giovanna () uma de vocês pegou meu dinheiro e eu o quero agora!
-carol (Duda) ta doida, não fui eu!Foi bem a paty que foi comprar algo!
-Roberta (patrícia) o que?!Foi bem você, que foi comprar pó!Sua drogada!Drogada!
- Giovanna () O que?!Filha?É verdade?Filha?
-carol (Duda) há mãe não me enche, me deixa em paz.
(Giovanna sai chorando e Roberta rir)
Giovanna () mexe nas coisas de Carol (Duda) e encontra drogas e diz:
- não acredito minha filha?Como não pude perceber isso?
Entra Thayná, e fala:
- Minha mãe notou algo diferente, no numero e endereço de Mel. E foi ate lá.
(Giovanna e Renata)
-Giovanna () queria falar com a Mel?
-Renata (Cristina) o que você quer com a minha filha?
-Giovanna () sabia que sua filinha e fornecedora é fornecedora da minha filha?
-Renata (Cristina) como assim? Aonde você quer chegar com essa sua conversa?
-Giovanna () sua filha induziu minha filha a se drogar!
-Renata (Cristina) que?Ha. você só pode está brincando, a mel não, qualquer pessoa menos ela!
- Giovanna () Então e melhor você se situa com sua filinha, veja as coisas dela!
-Renata (Cristina) Saia daqui!Saia daqui!
(Renata (Cristina) mexe nas coisas da adrielly (Mel) e encontra drogas. Vê sua filha se drogando e se suicida).
(Adrielly (mel) tem uma overdose e é levada para o hospital)
Thayná entra, e fala:
-mel, a minha melhor amiga, me levou para um mundo sem volta, hoje ainda tenho drogas correndo em minhas veias.
Depois minha mãe me internou em uma clinica de recuperação. Nunca tive uma recaída, minha irmã, também era uma dependente e ninguém sabia, ela fingiu para mim e para minha mãe, que não gostava de drogados, mas ela parte do mundo deles.
Hoje, sou uma psicóloga, ajudo dependentes químicos a ter uma reabilitação digna e não quero que aconteça o que aconteceu comigo.
Diga não as drogas.


Pequeno grão
Enviado por Pequeno grão em 17/09/2007
Código do texto: T656749

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Pequeno grão
Belém - Pará - Brasil, 25 anos
7 textos (569 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 04:41)
Pequeno grão