Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Apenas Adorar

Por mais que as pessoas se neguem a acreditar, o amor é a coisa mais inconstante que existe.
Aquele amor do começo jamais voltará a ser o mesmo e o seu “benzão” nem sempre te amará intensamente 24 horas por dia. E tem mais: este amor que você sente vai acabar, pois o amor é dinâmico e precisa mudar para dar sentido a vida. É claro que você pode gostar de alguém toda sua vida e sentir um carinho sem fim, mas isto não é amor. Isto é gostar. Foi o que eu descobri ontem depois que teclamos ontem no chat.
E o gostar, a admiração e o afeto podem ser eternos, mas o amor não!
O problema é quando você não aceita o fim do amor e se apega à alguém na esperança de fazer renascer o que não pode ressuscitar, e foi o que aconteceu entre nós Nancy. E quando o amor morre, por mais que acredite que possa recupera-lo, esta morte é eterna. Podemos fazer surgir um novo amor entre nós, mas não recuperar o que morreu.
E para fazer nascer um novo amor é preciso mudar, ou então será perda de tempo.
Como eu já disse, o amor é dinâmico, ele precisa de novidade, e não será repetindo os mesmos erros que conseguiremos despertá-lo. Veja pelo lado prático da coisa: Se você deixou de me amar é porque não se sentia feliz com o que você é.
Então, como é possível você voltar a amar quem não interessa mais?
Antigos amores não sobrevivem pois não passam de ilusões, da mesma forma que os virtuais, pois não sabemos quem está do outro lado. Você só pode amar quem eu sou, não quem eu era. E graças a isto que muitas vezes as pessoas voltam a amar alguém que há muito tempo saiu de suas vidas, é nosso caso, nos reencontramos aqui faz oito ou nove meses. Sou outra pessoa da mesma forma que você também o é. Lembra que eu parecia tão sem graça e desinteressante que nós decidimos terminar porque não nos amavamos mais? A Fátima é prova!!! E agora? Estou diferente, tão sedutor e bonito, que faz seu coração pular de alegria e prazer, te faz gozar e ter orgasmos?  Então você se pergunta como pode ter deixado coisas tão especiais. Será que você estava cega? Será que você estava louca? Não! Você estava absolutamente certa em relação ao que sentia naquele momento, mas agora eu mudei e você mudou! Então você sente um novo amor, não o mesmo de antes que se acabou, mas um novo amor pela mesma pessoa. Percebeu agora que só se pode amar uma pessoa novamente se ela mudar, e este amor jamais será o mesmo que morreu? Mas é bom deixar bem claro que você não deve mudar para agradar ninguém, as coisas não funcionam assim com o amor. O amor precisa de novidade, precisa de desafios, e isto só o tempo poderá fazer.
Sem contar que você resolver se adulterar para agradar outro homem, o resultado pode ser o oposto: eu poderia tomar nojo da sua cara e você o mesmo de mim. E não adianta ficar nestas de reclamar que você não me ama mais como antes, que não te beijo como antes, ou que te sufoco e etc e tal. No começo havia a novidade, toda aquela química, aquele tesão por alguém que mal conhecia, mas agora o que existe é uma acomodação natural. Mas eu continuo a mesmo em essência, agora mais carinhoso, mais atencioso e não paro de pensar em vocêum minuto. Só que eu não sou você meu bem. Afinal que papo é este de achar que o outro deve fazer exatamente igual ao que você faz, é o que disse a voz essa noite? E tem mais: será que realmente continua a mesma? Duvido. Você mudou, e talvez para pior, e eu percebi. E realmente não tenho mais saudades daquela garota que você era. E como você era? Oras, passávamos tarde inteiras trepando e sangrando de tanto exagero, juventude adorada Nancy...éramos animais no cio como agora! E eramos mais carinhosos, mais atenciosos, falávamos de coisas românticas na cama, de forma diferente de hoje, mais rústico e mais aflorado a pele... Antes você não precisava reclamar e nem cobrar nada, mas agora deve estar duro vivermos lado a lado.
Uma coisa que você precisa aprender é que no amor, depois da fase da paixão vem a fase da tranquilidade, onde as coisas caminham mais lentamente porque não existe o medo de perder, e a insegurança é substituida pelo prazer de estar ao lado do outro, pelo o que eu sou e que você é, e não pelo o que gostariamos que um ou outro fosse. O seu problema talvez seja o de não conseguir amar, já que prefere a loucura da paixão ou da fantasia que pode fazer ruir qualquer relacionamento. O amor sofre com as mudanças de humor, por isto, muitas vezes vamos nos tratar de uma forma mais ríspida. Mas não é porque não te ama, mas porque naquele momento o amor não tem tanta importância quanto os problemas do dia a dia. "Ah, mas eu acho que quem ama deve relevar todas as coisas em nome do amor... Tá bom, me engana que eu gosto...Quero ver fazer este discurso barato nos dias da sua TPM que sabemos que é de foder ou quando eu estou de saco cheio e descarrego tudo em cima de você. Conviver é enfrentar mudanças, e com o amor é assim. Um dia, quando menos esperar, bem naqueles momentos em que o amor parece estar indo pro ralo, pode ser que ele fique mais carinhoso, que demonstre com maior intensidade o quanto é importante em sua vida. E aí, para pirar de vez, depois de um tempo, perceberá que está chama vai se apagando, e a impressão de que nós estamos mais frios e distantes irá nos atormentar. E mesmo com todas estas mudanças, com este sobe e desce, por mais que ache estranho, será o mesmo amor, pois não existe amor de uma nota só!!! Quem ama não é perfeito; quem ama não tem que ser amável o tempo todo. Não é porque eu te amo que vou deixar de ficar de saco cheio da sua cara, que não vou me irritar ou pedir um tempo para ficar só, dentro do quarto lendo meu jornal. Não é porque eu te amo que eu vou querer ficar ao seu lado o tempo todo!!! É o que aprendi!!!
Amor não é sacrifício, amor não é fazer aquilo que não se quer fazer só para não machucar o outro. Ou vai me dizer que você também não passa por suas fases de azeda? E só porque às vezes sente tanta raiva que nem pode escutar o som de sua voz, você não o ama? Claro, meu bem, amar também é ter vontade de quebrar um vaso na cabeça do outro! Antes tudo era novidade, mas agora não é mais. O problema pode ser que esteja presa ao que sentia no começo, sem perceber que aquele tesão maravilhoso nada mais era que o deslumbre de uma nova paixão, liberte-se disso. Então, que tal parar de ficar cultuando o homem que eu era e amar quem sou hoje? Eu não cultuo a mulher que você era, mas a que você é hoje! O nosso amor, afetado pela rotina e desgastado pelo tempo, como qualquer coisa do mundo está morto!
O que você tem é medo de voltar a amar a mesma pessoa, medo que eu já tive e estou aprendendo a dominar, o tesão que sente por mim é real, pode não ser paixão, mas não quer dizer que você não me ama e nem o que sinto por você agora seja amor...Apenas te adoro e sentimos a falta um do outro...estou aprendendo amar você de forma diferente e você também a me amar novamente sem paixão e mais devagar.
Davi El Brujo
Enviado por Davi El Brujo em 24/09/2007
Código do texto: T665762

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Davi El Brujo
São Vicente - São Paulo - Brasil, 54 anos
156 textos (4107 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 04:15)
Davi El Brujo