Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Palavra que martela

Não sei porque a palavra saudade só existe em português, só sei que saudade talvez seja a palavra mais estranha que exista. Afinal é difícil definir a saudade na prática.

Porque saudade é aquela "dorzinha" no peito que bate quando você encosta a cabeça no travesseiro e lembra que alguma coisa no teu dia fez falta. O pior é que geralmente essa "coisa" que faz falta foi alguém muito importante.

Às vezes a saudade bate assim do nada, quando você está, por exemplo, no meio de um congestionamento e começa a tocar justo "aquela" música que tem um significado todo especial.

Há também as ocasiões onde a saudade é aquele sorriso bobo, quando aquela lembrança mais boba resolve pular lá do fundo da memória só pra dizer que ainda está ali. Aí são  ínúmeras lembranças. O pior é que uma lembrança puxa outra e muitas lembranças juntas arrancam aquela lágrima teimosa que geralmente é censurada com as costas das mãos antes mesmo de terminar sua trilha pelo rosto de quem sente saudade.
P Souza
Enviado por P Souza em 24/09/2007
Código do texto: T666709

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
P Souza
São José dos Campos - São Paulo - Brasil, 32 anos
2 textos (84 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 13:48)