Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Inveja, a arma dos "incompetentes"

    A inveja nasceu com o homem desde o princípio como um sentimento egoísta, uma vez que ela traz implícito um desejo revanchista de destruição ou de fracasso do invejado. Cada vez se desenvolve mais em uma sociedade concorrencial, que despreza a virtude alheia e enfatiza os defeitos; é um desejo paralítico, que não suporta a ambição bem sucedida. Invejar alguém é muita das vezes cobiçar o que o próximo conquistou com tanto esforço e dedicação, e por não acreditar no seu próprio pontecial de conquista sobre aquilo que anseia, o ser humano “cobiça” o que é do outro afim de proporcionar a si próprio uma desculpa por sua suposta "impotência". Uma expressão muito comumente utilizada no dito popular, para designar a inveja é a dor de cotovelo.
    Sabe-se que inveja é querer que o outro não tenha o que gostaria te ter, é essa a grande tragédia do invejoso. Quando desejamos algo, nos consideramos muito mais dignos do que aquele que possui o que não temos. É sabido que graças a inveja, a pessoa deixa de realizar seu potencial que consome o invejoso, assim como a ferrugem o ferro. E quase sempre a razão da inveja é imaginária, pois como traz um sentimento de inferioridade, o indivíduo se sente o pior dos seres, o mais desprotegido, o mais carente de qualidade. A inveja se transforma em odio,corroi o espirito,empobrece a alma e nos torna infeliz e solitário. Porém só as pessoas autoconfiantes, que têm consciência do seu talento e que sabem que, melhor que alimentar ressentimentos é "arregaçar as mangas" e partir para luta da própria superação.
    A inveja é uns dos sentimentos mais negativos da natureza humana, é tão magra e pálida, porque morde e não come; esse sentimento quando se apodera dos homens torna-os cegos, acabam por enviar energias tão negativas e nefastas que afetam a vida dos outros. No entanto, tudo o que se envia volta em dobro. É tão triste ver que enquanto pessoas sábias falam sobre idéias e pessoas comuns falam sobre coisas, pessoas medíocres falam sobre pessoas.
    A inveja cria a disputa pelo reconhecimento, mas em um lugar onde é semeado inveja, as idéias nascem mortas.Então mantenham-se distantes da inveja, pois assim como o fogo queima a lenha, a inveja consome as boas ações e ela é tão vil e vergonhosa que ninguém se atreve a confessá-la. Entretanto só o amor a si próprio e aos outros é o que cura esse grande pecado capital.

pamziinha
Enviado por pamziinha em 25/09/2007
Código do texto: T668334
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
pamziinha
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 25 anos
3 textos (787 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/11/17 21:38)
pamziinha