Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

POLÍTICA DA ENGANAÇÃO

     Informar o que é de interesse público, com a preocupação do bem-estar social: essa é a função principal do jornalista. Considerando a corrupção - o mal do século - como conseqüência do capitalismo ascendente no mundo todo, é de se esperar que a função não seja cumprida. Talvez pela publicidade que toma conta de todos os meios de comunicação de massa (televisão, jornais impressos, rádio, Internet), mas principalmente pela idéia de querer sempre mais, independente do que se tem.
     Os jornalistas passam a fazer parte de um mundo de ambições que os prende à ideologia de certos partidos, pondo em risco seus empregos, caso tenham opinião contrária ao que dizem os parlamentares.
     Os veículos de comunicação deixam de mostrar fatos importantes sobre o governo e oposição, em troca do dinheiro oferecido pelos políticos, que pretendem não deixar cair em conhecimento nacional as barbaridades que cometem para realização pessoal, como desvio de verbas e impostos, principalmente.
     Assim, os comunicadores contribuem para a difusão da política de “enganação” do povo, lê-se populismo. Nela, os donos do poder aproveitam a ingenuidade e ignorância do povo para manterem-se populares e prestigiados, acumularem votos prolongando o mandato. Para isso, usam um sistema de benefício às camadas mais carentes da sociedade, conquistando a simpatia destes.
     O povo se apóia nas decisões de políticos desse tipo e acredita que fazem o melhor pelo país, quando, na verdade, afundam a possibilidade de crescimento econômico, político e social para dar uma vida de rei aos corruptos que não têm interesse nenhum na qualidade de vida do restante da sociedade.
     A situação é uma bola de neve que a cada dia se torna mais sólida. Portanto, os jornalistas, como divulgadores de informação, têm o dever de alertar a população sobre as injustiças, descasos e má intenção dos governantes e torná-la mais esperta e analista para eleições futuras. Com isso, mais consciência, boa índole e ética  dos candidatos, a política, principalmente do Brasil, caminhará para ser respeitável.
Lorraine Amorim
Enviado por Lorraine Amorim em 21/10/2007
Código do texto: T703445

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Lorraine Amorim "http://recantodasletras.uol.com.br/autores/loamorim"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Lorraine Amorim
Imbituba - Santa Catarina - Brasil, 28 anos
27 textos (4265 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/10/17 08:37)
Lorraine Amorim