Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A NOITE

 Ela chegou sem ser convidada, sim, ninguém a queria naquele momento.
 Com sua escura solidão que enche o peito de angustia,nem todos podiam apreciar a calma que acompanhante a seguia.Como um sopro suave de vento insinuava-se pela folhagem verdejante, pelas montanhas, pelos rios desejosos do oceano,sem culpa seguia o destino,que dela fez o medo de alguns,descanso de outros.Um silencio palpável,quebrado apenas pela imaginação de quem enxerga o inexistente.
  O prateado brilhante do alto vigiava o domínio celestial,enquanto o astro-rei para mais um espetáculo se preparava,horas infinitas ao espectador constante que a aurora a ansiedade exigia.
  A escuridão que a mente envolvia, insana a tornava em devaneios fantasmagóricos, fechar os olhos como um refugio, ou abri-los para o destino incerto.
  E ela, desapercebida reinava absoluta, aos amantes passageira, aos atormentados perpetua.
  Então como veio, assim se escondera da luz, que seus raios lançava por sobre as alcovas, despertando a vida a nova jornada.
Madeimoselle Vi
Enviado por Madeimoselle Vi em 29/10/2007
Reeditado em 11/04/2010
Código do texto: T715158
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Madeimoselle Vi
Jundiaí - São Paulo - Brasil, 34 anos
31 textos (1523 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 21:39)
Madeimoselle Vi