CapaCadastroTextosÁudiosAutoresMuralEscrivaninhaAjuda



Texto

O COMPORTAMENTO E A MOTIVAÇÃO HUMANA - (A teoria de Maslow)

Por: Egídio Garcia Coelho
http://www.sucupiraonline.com.br
   
Resenha Crítica apresentada à Disciplina de Psicologia Oraganizacional do Curso de Administração Bacharelado do Instituto do Saber de Ensino Superior.
FLORIANÓPOLIS - 2006
 
INTRODUÇÃO
O comportamento motivacional, segundo Maslow, é explicado pelas necessidades humanas. Como motivação, entende-se o resultado dos estímulos que impulsionam os indivíduos, levando-os a agir com algum propósito. Sempre se faz necessário que algum estimulo seja implantado para haver uma ação, podendo ser decorrente de estimulo externo ou proveniente do próprio organismo. Por um bom motivo, qualquer pessoa saudável se sente estimulada a agir com determinação cheia de entusiasmo. Esta teoria nos dá idéia de um Ciclo Motivacional. Na teoria da motivação de Maslow, as necessidades humanas estão organizadas e dispostas em níveis, numa hierarquia de importância e de influência, representadas numa pirâmide, tendo na base as necessidades mais baixas (necessidades fisiológicas) e no topo, as necessidades mais elevadas (as necessidades de auto realização).
 
DESCRIÇÃO DO ASSUNTO
A teoria de Maslow é conhecida como uma das mais importantes da motivação. As necessidades dos seres humanos obedecem para Maslow,  uma hierarquia, ou seja, uma escala de valores a serem transpostos. Se conclui assim que,  sempre que um indivíduo alcança uma necessidade, surgirá outra a conquistar, levando as pessoas a buscar meios para satisfazê-la. Sem que as necessidades básicas estejam satisfeitas, poucas ou nenhuma pessoa procurará reconhecimento pessoal ou status, segundo o que Maslow cita no comportamento motivacional, que é representado pelas necessidades humanas,  apresentadas abaixo em níveis numa hierarquia de importância e de influência.

                                   Necessidades
                               de auto realização

                      Necessidade de status e estima

             Necessidades..........sociais...............(afeto)

       Necessidades.................de.......................segurança

Necessidades......................................................... fisiológicas
 
De acordo com Maslow, as necessidades fisiológicas constituem a sobrevivência do indivíduo e a preservação da espécie: alimentação, sono, repouso, abrigo, etc. As necessidades de segurança constituem a busca de proteção contra a ameaça ou privação, a fuga e o perigo. As necessidades sociais incluem a necessidade de associação, de participação, de aceitação por parte dos companheiros, de troca de amizade, de afeto e amor. A necessidade de estima envolvem a auto apreciação, a autoconfiança, a necessidade de aprovação social e de respeito, de status, prestígio e consideração, além de desejo de força e de adequação, de confiança perante o mundo, independência e autonomia. A necessidade de auto realização são as mais elevadas, de cada pessoa realizar o seu próprio potencial e de auto desenvolver-se continuamente. No entanto, se o ciclo motivacional  acima não se realiza, sobrevém a frustração do indivíduo que poderá assumir várias atitudes: Comportamento ilógico ou sem normalidade; Agressividade por não poder dar vazão à insatisfação contida; Nervosismo, insônia, distúrbios circulatórios ou digestivos; Falta de interesse pelas tarefas ou objetivos; Passividade, moral baixo, má vontade, pessimismo, resistência às modificações, insegurança, não colaboração, etc. Quando a necessidade não é satisfeita e não sobrevindo as situações anteriormente mencionadas, não significa que o indivíduo permanecerá eternamente frustrado. De alguma maneira a necessidade será transferida ou compensada. Daí percebe-se que a motivação é um estado cíclico e constante na vida pessoal. O comportamento humano, neste contexto, foi objeto de análise pelo próprio Taylor, quando enunciava os princípios da Administração Científica. A diferença entre Taylor e Maslow é que o primeiro somente enxergou as necessidades básicas como elemento motivacional, enquanto o segundo percebeu que o indivíduo não sente, única e exclusivamente necessidade financeira.

CONSIDERAÇÕES FINAIS
Sabe-se que a hierarquia de necessidades defendida por Maslow teve sua importância, porém estudos que se seguem no comportamento e motivação humana, mostram que cada indivíduo pode priorizar suas necessidades  de acordo com a cultura, religião e outras influências externas ou internas. Nos últimos anos a própria comunidade científica que é tida como cética, vem reconhecendo que as pessoas mais espiritualizadas, livres de dogmas e fanatismos religiosos apresentam comportamentos mais estáveis e um nível de motivação superior àqueles que seguem fazendo excessivo uso da razão no seu cotidiano.

FONTE:
SERRANO, D. Teoria de Maslow - A Hierarquia das Necessidades. Disponível em http://www.portaldomarketing.com.br/Artigos/maslow.htm danportillo@uol.com.br 04/01/2003
Acessado em 24 de Maio de 2006.

www.holospa.com.br
Egídio Garcia Coelho
Enviado por Egídio Garcia Coelho em 01/06/2009
Reeditado em 14/07/2011
Código do texto: T1625792
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Egídio Garcia Coelho). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Comentários

Sobre o autor
Egídio Garcia Coelho
Florianópolis - Santa Catarina - Brasil, 58 anos
265 textos (178522 leituras)
11 áudios (4436 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/09/14 04:40)