Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Arte de ser Criança - Autor: Frei Beto

Carlos Alberto Libânio Christo, é frade dominicano, escritor, assessor de movimentos pastorais e sociais, autor de diversos livros, como também de inúmeros artigos voltados para a educação em geral. Arte de ser Criança é um artigo que nos proporciona uma reflexão sobre como nossas crianças estão sendo privadas do “tempo” que aquece os sonhos e embalam as ilusões tão necessárias a formação da própria personalidade.
Sutilmente nos convida a relembrar a nossa infância, ainda que não tenha sido nos moldes de nossos pais, mas que de certa maneira foi moldada com bastante farinha de trigo e água, fazendo além das montagens, supostos “bolinhos de chuva” para um imaginário jantar com as bonecas. Porém, o cenário que o autor reporta é a escola: com carteiras pequenas para crianças pequeninas, com tarefas descontraídas, leves e saudáveis. A imaginação, o rabiscar, o experimentar justifica os sonhos, que como diz Rubem Alves: “Os sonhos são mapas dos navegantes que procuram novos mundos”. E ao procurar os novos mundos encontram com o mistério. O mistério, o melhor da infância, que seduz a saltar sobre o vazio para desvendar o divino e sem medo encontrar-se com o incomum deparando-se com o próprio “eu” na sua integridade.
Alerta-nos o quão os adultos na sua “madureza” esqueceram a importância de naufragar nos pensamentos livres e enfeitados de ilusões que reanimam a alma, assim, interferem no momento sagrado do ócio da criança, onde as borboletas e princesas bailam no ar, gnomos cantam felizes; brancos, pretos, pobres e ricos encontram-se na mesma sintonia que rege o universo sem fim.Tudo é realmente belo e possível neste instante vivido pelas crianças.O mistério é entidade mágica e religiosa, assim como elas são.
Por que privá-las disto? Para que o peso tão cedo de uma responsabilidade que não condiz com a idade infantil? Até onde o excesso de informações e o consumismo exagerado estarão presentes no cantinho particular dos sonhos?  Por que amputá-lo da infância?
É um artigo envolvente e de muita reflexão. Escrito de maneira doce, oferece - nos as conseqüências deste ato. Instiga-nos a estarmos atentos as trocas dos sonhos fictícios para os sonhos químicos. Vale a pena sentir-se envolvido pelas palavras de Frei Beto que nos faz lembrar que “Crianças são sonhos, inocência e esquecimento, um sim sagrado à vida” que devem ser e sentir-se um ser amado.
Scheilla Oliveira
Enviado por Scheilla Oliveira em 16/11/2007
Reeditado em 07/07/2013
Código do texto: T739776
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Scheilla Oliveira
Varginha - Minas Gerais - Brasil, 53 anos
26 textos (5430 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 22:26)