Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

2046 - OS SEGREDOS DO AMOR

Antes de começar a contar a história de 2046- Os Segredos do Amor, de Wong Kar-Wai, é bom relembrar algo que o leitor já deve saber: em geral, no cinema, quanto menos se sabe de antemão sobre um filme mais prazeroso se torna assisti-lo.

Então, pra que serve uma resenha de filme se seria melhor não lê-la? Acontece que antes de ver o filme, o leitor precisa decidir fazê-lo. Assim, a resenha serve para gerar uma motivação, antecipando no imaginário do leitor um interesse pelo que será visto pelos seus próprios olhos, despertando a curiosidade para o filme. Isso, claro, no caso dos filmes que valem a pena ser vistos na opinião de quem escreve a resenha, como é o caso deste 2046- Os Segredos do Amor:

Quando uma pessoa tem um segredo para guardar, sabe o que ela deve fazer? Subir numa montanha, cavar um buraco numa árvore e dizer dentro do buraco qual é o segredo para depois tapar o buraco com barro. Assim ninguém jamais saberá qual o segredo.
Pode parecer uma boa idéia, pelo menos para os alpinistas, mas não no caso do Sr. Chow Mo-Wan, que vive atormentado com uma dúvida cruel: Li-Zhen, a mulher casada com quem ele iniciou uma grande amizade e acabou se apaixonando correspondia ou não ao seu amor na mesma intensidade?

A resposta, o segredo de Li-Zhen, está escondida em algum buraco tapado de árvore em Hong Kong.

Os anos se passam. Em 1966 o escritor e jornalista Chow Mo-Wan retorna a Hong Kong para escrever um romance futurista intitulado 2046. Na história Tak, o passageiro japonês de um trem faz uma interminável viagem solitária rumo a um destino misterioso, onde espera reencontrar suas memórias perdidas. Há também nessa história uma paixão mal resolvida entre o tal passageiro e uma andróide, uma robô projetada para ser uma espécie de comissária de bordo do trem.
A paixão de Chow por Li-Zhen causou nele uma incapacidade de aprofundar-se nos seus relacionamentos afetivos, o que o levou a procurar nas prostitutas uma forma de aliviar sua carência, porque a princípio elas, por sua vez, também não estão interessadas em aprofundar seus relacionamentos com seus clientes. Foi assim que ele conhece a prostituta Bai Ling, de quem torna-se "amigo de bebedeiras". O Sr. Chow insiste em pagar pelos "serviços" dela, mas Bai Ling acaba se apaixonando por ele.

Acho melhor parar por aqui. Vou contar o resto para o buraco da árvore em cima da montanha e tapar com barro.

Ficha Técnica do Filme:
(2046, China/ Hong Kong/ França/ Alemanha, 2004)
Drama/ Romance/ Ficção Científica - 122 min.
Direção: Wong Kar-Wai.
Roteiro de Wong Kar-Wai. Produzido por Wong Kar-Wai para a Columbia Pictures Corporation / Block 2 Pictures Inc. / Jet Tone Films / Classic S.r.l. / China Film Co-Production Corporation / Fortissimo Film / France 3 Cinéma / Orly Films / Paradis Films / Shanghai Film Studios / Zweites Deutsches Fernshen / arte France Cinéma. Música de Peer Raben e Shigeru Umebayashi. Fotografia de Christopher Doyle, Lai Yiu-Fai e Kwan Pung-Leung. Elenco: Tony Leung Chiu Wan (Chow Mo Wan), Carina Lau (Lulu/ Mimi/ Andróide no trem de 2046), Faye Wong (Jingwen Wang/ Andróide no trem de 2046), Zhang Ziyi (Bai Ling), Gong Li (Su Lizhen), Takuya Kimura (Tak/ namorado da srta.Wang).
Data de estréia: 06/01/2006.

Outros filmes de Wong Kar-Wai: Dias Selvagens (1991), Cinzas do Passado (1994), Amores Expressos (1994), Anjos Caídos (1995) e Felizes Juntos (1997)

AIRTON SHINTO
Enviado por AIRTON SHINTO em 03/10/2006
Reeditado em 07/03/2007
Código do texto: T254931
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
AIRTON SHINTO
São Paulo - São Paulo - Brasil
91 textos (53360 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 06:29)