Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Rocky ao longo dos anos

A trajetória do filmes do Rocky não foi memorável ou inesquecível, mas foi emocionante, com certeza. Apesar da falta de patrocinadores e apoio da indústria, ele conseguiu lançar seu filme. Rocky I, de 1976, com as cenas principais rodadas em filme de 8 mm e as lutas coreografadas pelo próprio Sylvester, ainda que tivesse uma história original e atrativa, foi um terrível fracasso de público. Rocky II, lançado três anos depois, mostra o empenho de Rocky para superar o insuperável, o ainda campeão, pois havia ganho oito dos quinze rounds da luta anterior, Apollo "O Doutrinador" Creed; começou aí a saga de Rocky para o acúmulo de fãs amantes de boxe e fascinados por superação e resistência. Rocky III, que chegou aos cinemas em 82, contou com a presença de figuras já conhecidas da luta, como Mr. T., lutador de luta-livre profissional. A única parte realmente ruim do filme é a morte de Mickey, brilhantemente interpretado por Burgess Meredith, que tem uma lista extensa de filmes de época famosos e fantásticos, além do Pingüim do seriado do Batman. O terceiro filme revela o lado mais prepotente de Rocky, quando enriquece e fica muito famoso, ignorando os treinos até perder seu título; felizmente, recupera quando vê que fama e fortuna não é tudo e que seu amigo e treinador Mickey não mais estará a seu lado, ou seja, ganha a luta em memória de Mickey, em sua honra. Rocky IV, o filme mais esperado de 85, até onde sei, tem um ideal político muito forte, mostrando Estados Unidos, representado por Apollo e, com sua morte no terceiro assalto, vingado por Rocky, contra União Soviética, representada pelo campeão amador Iven Drago, um tipo de máquina de luta siberiana. A película acaba com a vitória de Rocky, o capitalismo, sobre Ivan, o socialismo; ainda assim, por ter que manter um aspecto humano no filme, Apollo é sacrificado, sendo massacrado pelo soviético, depois do show do James Brown. Rocky V, indubitavelmente o pior filme de 1990, só conta com flashbacks de Rocky, de quando Micky era vivo, e com o desapontamento de Rocky ao ver seu protegido, Tommy "A Máquina" Gunn, deixar-se levar pela lábia de um agente inescrupuloso que lhe promete dinheiro, mulheres e felicidade se o instruísse. Há uma luta entre os dois, na zona baixa da Filadélfia, revelando Rocky como um lutador, apesar de já ter um certa idade, forte o suficiente para ensinar algumas lições a um moleque pretensioso e egoísta. A vida financeira de Rocky também é apresentada neste filme, com a mancada de Paulie ao entregar quase todo o dinheiro de Rocky a um estelionatário disfarçado de advogado, forçando Rocky a voltar a viver na parte pobre da Filadélfia, mas isto não é o ponto principal do filme, só mais um toque de humanidade e imperfeição de Rocky.

Rocky Balboa, o sexto filme da série, estréia em 22 de Dezembro de 2006 nos EUA e no dia 16 de Março no Brasil, contando com a participação de Sylvester Stallone (Rocky), Burt Young (Paulie), Mr. T. (possível novo treinador do Rocky), Milo Ventimiglia (Rocky Jr.) e Antonio Tarver (Mason 'The Line' Dixon). Será que Rocky consegue ganhar de um negão com quase trinta anos a menos? Provavelmente, mas só o tempo dirá.
Bat Atha
Enviado por Bat Atha em 14/11/2006
Código do texto: T291057
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Bat Atha
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 25 anos
10 textos (11722 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 18:45)
Bat Atha