Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Armadilhas do destino: "Grandes esperanças"

ARMADILHAS DO DESTINO: GRANDES ESPERANÇAS
Miguel Carqueija


Resenha do filme “Grandes esperanças” (Great espectations). Reino Unido, 1946. Produção: Ronald Neame. Produção executiva: Anthony Haveloch-Allan. Direção: David Lean. Adaptação feita por estes e Kay Walsh e Cecil Mc Grown, do romance homônimo de Charles Dickens. Fotografia: Guy Green. Música composta e conduzida por Waltyer Goehr; execução pela The National Symphony Orchestra.

“Minha admiração por ela não tinha limites e não passava uma noite sem que eu dormisse com a imagem do seu belo rosto.”
(Pip)

“Todos os trapaceiros da Terra trapaceiam a si mesmos.”
(Pip)

Quem conhece os textos de Charles Dickens, esse nobre autor britânico do século XIX, sabe que são tocantes e maravilhosos: “O avarento”, “História de duas cidades”, “David Copperfield” etc. “Grandes esperanças” é um livro grandioso — sem trocadilho com o título — e esta adaptação é sóbria e respeitosa, além de envolvente. O roteiro a cinco mãos (os próprios produtores e o diretor participaram) logrou uma síntese feliz da obra, que conta o drama do jovem Pip desde o tempo em que era um garoto pobre, órfão e criado pelos tios. A cena de abertura, com a bela fotografia em preto-e-branco de Guy Green, chega a ser antológica, com o menino de uns onze anos visitando o túmulo de sua mãe, numa charneca nebulosa, e sendo assustadoramente abordado por um homem mal-encarado e enorme, que o ameaça para que ele lhe traga comida e uma faca. Tendo dado a sua palavra, o amedrontado Pip irá se desencumbir do compromisso, às escondidas do tio Joe e sua esposa. Este incidente trará graves consequências no futuro.
O outro fator determinante da história é o inesperado convite feito a Pip através de seus tutores, por uma certa Senhora Havishan (Martita Hunt), rica e excêntrica. Ela queria o menino para brincar com sua pupila Estella, ainda que Pip não soubesse brincar. É envolvente a maneira como o menino se impressiona e se enamora daquela garota orgulhosa e fria que o chama desdenhosamente de “boy”. Certa vez Estella o esbofeteia; outra, manda que ele o beije na face. Mas o caminho do amor pode ser longo e tortuoso.
Nos anos que se seguem Pip torna-se adulto, perde Estella de vista, reencontra-a ainda desdenhosa, torna-se beneficiário de um mecenas anônimo e misterioso e descobre a estranha verdade sobre a Sra. Havishan, pessoa traumatizada por uma passado cruel e que criara Estella apenas para ensiná-la a maltratar os homens.
Apesar de algumas deficiências (como a utilização do ator John Mills, bem mais velho que o personagem) “Grandes esperanças” é uma fiel adaptação do saboroso livro de Charles Dickens e conta com ótimo trabalho de produção, direção, roteiro, fotografia, e excelentes interpretações.
ELENCO:

Pip.............................................................John Mills
Pip em menino..........................................Anthony Wager
Estella........................................................Valerie Robson
Estella, menina..........................................Jean Simmons
Joe Gargery................................................Bernard Miles
Dr. Jaggers..................................................Francis L. Sullivan
Abel Magwitch...........................................Finlay Currie
Sra. Havishan.............................................Martita Hunt
Herbert Pocket..........................................Alec Guiness
Sra. Gargery...............................................Freda jackson
Sr. Wermmich............................................Ivor Barnard
Biddy..........................................................Eileen Erskine

Rio de Janeiro, 22 a 26/10/2016.
Miguel Carqueija
Enviado por Miguel Carqueija em 13/09/2017
Código do texto: T6113441
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Miguel Carqueija
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 69 anos
1817 textos (80245 leituras)
41 e-livros (3973 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/11/17 20:39)
Miguel Carqueija