Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Tropa de Elite, o filme!

Sim, eu fui assistir e pasmem: É bala!

Muita violência, tortura e tudo mais... O que poderíamos considerar de politicamente não exibível, mas a vida "parceiro" não é justa mesmo!

O filme retrata uma arte-verdade que há muito tempo não tinha contato. Tudo é muito real, a começar pelo dedo na cara da mulher moderna. Fiquei pensando: nossa, os homens devem ter adorado essa parte.

Quem nunca quis colocar o dedo na cara do namorado, amante ou marido, aquele pentelho que não sabe o dia terrível que você teve e sai da cama, cheirando a sossego, e vem te dizer que você é um banana e como deve agir para se livrar do chefe ou colega chato??? Nada mais real e cotidiano.

A vida de policiais e de seres anormais ditos incorruptíveis é cada vez mais uma aberração digna de ser exterminada ... Só quem é funcionário público pode imaginar o que eu estou falando. Ainda mais se for do Executivo e o setor, a Segurança pública. Se há inferno é lá, com certeza!

Saber que o que diz não tem valor algum para beneficiá-lo, mas será completamente usado para denegrir a sua imagem, sua dignidade e auto-estima profissionais.

O governo acredita que só idiota é quem entra para o serviço público para viver do próprio salário, por isso não há o que falar em aumento, capacitação de efetivo, investimentos com pessoal, melhoria do indivíduo. Para quê? Se, afinal, todos se "ajustarão" ao sistema e "resolverão" esses "probleminhas" por conta própria...

Assim, gira a máquina brasileira. Nada funciona e não é porque esteja quebrada; o objetivo é não andar mesmo. Só assim, seus operadores aprenderão a "fazê-la" funcionar de acordo com as suas motivações.

Platão, coitado, morreria de novo se pudesse ver o que se transformou a república em terras tupiniquins!

 

 

Arsenia Rodrigues
Enviado por Arsenia Rodrigues em 20/10/2007
Reeditado em 26/06/2008
Código do texto: T702408
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Arsenia Rodrigues
Salvador - Bahia - Brasil
67 textos (7515 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 20:36)
Arsenia Rodrigues