Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

GLOBALIZAÇÃO, MÍDIA E CULTURA CONTEMPORÂNEA - TV POR ASSINATURA

TWITTER: @jdmorbidelli (siga e concorra a um livro por mês)
FACEBOOK: jdmorbidelli@estadao.com.br

TV por assinatura
Segunda onda de globalização da televisão brasileira

“Globalização, Mídia e Cultura Contemporânea” (Denis de Moraes - org) reúne seis ensaios sobre os reflexos da globalização na vida contemporânea. Nesse texto, o que interessa é a emergência da TV por Assinatura, chamada de “segunda onda de globalização da televisão brasileira”.
 
A princípio, o autor enfatiza a importância do ciclo da televisão convencional, que esteve presente nos momentos históricos mais marcantes do processo de globalização. A queda do Muro de Berlim foi transmitida ao vivo para o mundo todo, a revolução das repúblicas socialistas foi incentivada pelo poder da televisão em apontar as vantagens do sistema capitalista. Não somente no âmbito político, mas também no cultural, a televisão se consolidou como o principal veículo de comunicação.
 
No Brasil, a história da televisão não poderia ser contada sem citar a emergência da maior emissora do país, a Rede Globo, fruto do acordo com o grupo americano Time Life e graças à ação do regime militar em favor da segurança nacional. Em tempos em que a censura coibia a liberdade de expressão, a aproximação política e cultural com os Estados Unidos era tida como uma garantia de ordem, tanto que muitos acreditavam que os norte-americanos financiavam a ditadura. A fusão entre as empresas, um embrião diante do que a globalização apresentaria no futuro, permaneceu até o momento da proibição do investimento de capital estrangeiro em empresas de comunicação no país. A medida favoreceu altamente a Rede Globo em virtude dos equipamentos e ensinamentos deixados pelos americanos, mas também fez com que se tornasse uma emissora voltada aos interesses do governo, parcialidade que mantém até a atualidade e da qual torna-se difícil, ou inviável, libertar-se. Para a cultura local, o rompimento com a Time Life estimulou a criação de uma programação nacional, característica ameaçada com o surgimento da TV por Assinatura, segmento no qual os maiores investidores são as próprias redes convencionais.
 
A segunda onda de globalização ou superestrada de informação congrega também os serviços de telefonia e transmissão de dados. Apesar da característica de interação mundial entre os povos, a globalização, principalmente na questão da TV por Assinatura, apresenta um sério risco de causar um declínio nas relações culturais, na perda da nacionalidade. Com todo esse conteúdo de programação voltada para os países detentores dos canais, o que se observa, inclusive no Brasil, é a criação de hábitos e costumes comuns a essas nações. Se por um lado a globalização significa mais informação e entretenimento, por outro cria uma “alienação” em relação a outras culturas.

O futuro é preocupante, pois a tendência das próximas gerações é adquirir sentimentos a nível global, quando deveriam ser voltados para suas pátrias. A incorporação de palavras estrangeiras no dicionário é uma das evidências dessa cultura de dominação. A língua torna-se mais vasta mas a cultura local caminha a passos largos para o esquecimento.

O distanciamento cultural em relação à localidade, que se iniciou com o rádio e a televisão, encontrou um forte aliado com o surgimento da Internet. Não se contesta a importância desse veículo revolucionário nas comunicações, mas há o risco eminente de exclusão social, além de tornar vulnerável a segurança dos países, em virtude do descontrole das informações contidas na rede.
 
Apesar da  realidade tecnológica brasileira ser diferente da existente na época do regime militar, os meios de transmissão de comunicação estão se modernizando com a implantação de redes digitais de banda larga. A tecnologia não pára, e em breve o brasileiro será testemunha da utilização de satélites artificiais nacionais para transmissão de dados, como acontece em outros países. É a chamada banda larga do espaço, a ação do homem na corrida pela conquista e utilização espacial, a globalização se expandindo para além da crosta terrestre.

Embora a corrida tecnologia seja uma característica da civilização moderna e constituir uma estrada sem fim, é preciso ficar alerta quanto ao destino que essa tecnologia possa conduzir o homem. Não somente em relação ao assunto objeto dessa resenha, a TV por Assinatura, e sua perigosa característica de extinguir as culturas locais, mas a utilização indevida da tecnologia para a conquista de uma hegemonia mundial, que pode pôr em risco a própria paz mundial.

COPYRIGHT © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Para a aquisição desse texto para fins de qualquer natureza – inclusive para reprodução, trabalhos profissionais ou acadêmicos –, favor entrar em contato pelo e-mail jdmorbidelli@estadao.com.br.

Agradeço se puder deixar um comentário.

JDM
José Donizetti Morbidelli
Enviado por José Donizetti Morbidelli em 20/01/2006
Reeditado em 19/04/2013
Código do texto: T101555
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Donizetti Morbidelli
São Paulo - São Paulo - Brasil
218 textos (621746 leituras)
24 e-livros (1368 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 10:03)
José Donizetti Morbidelli