Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A comédia humana

Homero Macauley é um adolescente de 14 anos que, repentinamente, vê-se provedor de uma família devassada pela guerra. Com a morte de seu pai e o recrutamento do irmão mais velho, Homero é obrigado a freqüentar a escola de dia e trabalhar à noite como estafeta numa agência telegráfica de sua cidadezinha, Ítaca, Califórnia.

O livro, portanto, é uma estória de guerra. Mais que isso, entretanto, é uma estória sobre como o ser humano pode manter o amor, a dignidade e a simples alegria de viver mesmo diante de violência e devastação.

É também um livro sobre descobertas. Das observações do jovem Homero sobre o mundo e os homens até os primeiros passeios de seu irmãozinho Ulisses, tudo é confrontar-se com o novo. No caso de Homero, é o trabalho, são as pessoas novas, o amor, as rivalidades na escola, a saudade do irmão, a convivência com a morte. Para Ulisses, são as cores, o movimento do trem, o convívio com os meninos do bairro e o povo nas ruas, enfim, a aventura de ser criança e descobrir o mundo.

William Saroyan tem uma forma de escrever bem interessante. Seu estilo caracteriza-se pelo apego a temas filosóficos, e nisso ele é um verdadeiro espetáculo. Ao mesmo tempo, entretanto, o autor tem um lado infantil muito forte. Às vezes ingênuo, mas, geralmente, de uma sabedoria simples e bonita.

Ítaca é a típica cidadezinha americana do interior, povoada de gente boa e pacífica. Pinta-se um belo retrato do lugar, em seus campos, sua igreja, a escola de Homero, o mercado do Ara, o cinema, as crianças. William é fascinado por crianças. Mesmo diante das abruptas mudanças na vida de Homero (ou até para amenizá-las), o autor conta com fascinação as aventuras dos pequenos de Ítaca, num mundo pacífico e inocente que espanta aos olhos de hoje.

Por fim, a sra Macauley é uma pessoa extraordinária. Assim como os colegas de trabalho e a profa de Homero, que são personagens interessantíssimos. Excetuando-se um capítulo compreensível mas nauseante em que se faz exaltação à pátria americana, o livro é excelente. Filosófico até a raiz dos cabelos, ele parte de um contexto específico para refletir sobre a condição humana e as conseqüências da nossa forma de pensar a vida. E deixa uma suave e forte mensagem de amor ao humano.


Jéssica Callou
Enviado por Jéssica Callou em 23/06/2006
Código do texto: T180758
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Jéssica Callou
João Pessoa - Paraíba - Brasil, 28 anos
44 textos (139769 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 20:45)
Jéssica Callou