Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

o velho que acordou menino

O velho que acordou menino, de Rubem Alves, narrando memórias de sua infância, esclarece uma série de costumes que repetimos sem saber ao certo de onde vieram.

Assim como ele não sabia a origem de muita coisa que "era como era", nós vamos incorporando hábitos sem perceber quantos antes já os viveram.

Ele reconta Minas Gerais, a maria-fumaça, o urinol, o fogão à lenha, o alpendre, o porão, os escorpiões, as jaboticabeiras, as praças,o telefone à manivela, velórios, casamentos arranjados, os brinquedos artesanais inventados, o silêncio entre pais e filhos, a submissão feminina, a igreja e outros adereços que montam uma paisagem singular, de fotografias da memória, com a sempre surpreendente e simples linguagem, tão peculiar de suas crônicas.

São inúmeras as reflexões. O livro traz a tona a sensação do quanto iguais são nossos medos, nossos sonhos, nossas dores. É mais que um testemunho de vida, é a sua cumplicidade com ela.


Solange Pereira Pinto


--------------------------------------------------------
Trechos:

"É curto o caminho que vai dos sonhos a algum terreno baldio escuro..."



-----------------------------------------------------


"Por isso eu me senti sempre órfão. Não tinha com quem falar sobre as minhas dores.

Se eu as trouxesse a ele minhas dores, meu pai não saberia acolhê-las.

Seria doloroso demais. Para ele. Ele era fraco. Empunhava sua vara de condão e minhas

dores se transformavam em risos. Para ele. Mas em mim elas continuavam a dore. Fui sempre sozinho."



-------------------------------------------------


"Quando jogamos conversa fora voltamos a ser crianças: soprando bolhas com palavras, bolhas que serão logo esquecidas".

 
Solange Pereira Pinto
Enviado por Solange Pereira Pinto em 01/08/2006
Código do texto: T206475
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Solange Pereira Pinto
Brasília - Distrito Federal - Brasil, 49 anos
59 textos (37619 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 13:56)
Solange Pereira Pinto