CapaCadastroTextosÁudiosAutoresMuralEscrivaninhaAjuda



Texto

Educação dos Negros no Brasil

Gonçalves,  L. A. O. Negros e Educação no Brasil. In: Lopes. E. M. T. , Faria Filho, L. M. , Veiga, G. G. (org.) . 500 Anos de Educação no Brasil. 3 ed. 1 reimp. Belo Horizonte: Autêntica 2007. P.325-346.
Luiz Alberto Oliveira Gonçalves possui Mestrado em Educação pela Universidade federal de Minas Gerais (1985), Doutorado em Sociologia pela École des Hautes Études en Sciences (1994) e      Pós – Doutorado pela Universidade de São Paulo (2006). Atualmente exerce a função de Professor associado da Universidade Federal de Minas Gerais, consultor técnico da fundação de amparo à pesquisa do estado de São Paulo, membro do comitê técnico do programa bolsa da Fundação Carlos Chagas e membro do comitê programático da Fundação Kellogs.
Possui múltiplas experiências na área educacional, com ênfase em fundamentos da Educação, atuando principalmente nos movimentos Negros e Racistas.
Em sua obra, mostra que os negros não podiam ser escolarizados no contexto social apresentado, sendo a visão do catolicismo era puramente em forma de alienação e dominação do Ser Humano. Onde Evangelização negra deu-se, através das iniciativas particulares dos abolicionistas da época, os quais tentaram inserir o negro como cidadão capaz de tomar atitudes de valor por si próprio.
A posição do Clero perante os negros era sólida e ideológica, com fins de conquista da alma dos chamados “cativos”, opondo-se muitas vezes de uma forma muito rústica com as legislações impostas na época.
Já a criação das Irmandades no Brasil teve objetivos diferentes a de outros Países – como nos Estados Unidos – com o intuito de preservação da Cultura Negra     e Africana, do que educacional visão assistencialista à população que era apresenta até então.
O Movimento Negro no Brasil, de forma ascendente, cria suas organizações de luta no mesmo período em que a classe operária amplia suas ações, assim a educação toma importância significativa no desenvolvimento da Sociedade Negra Brasileira.
Sua obra está voltada a Educação dos Negros Brasileiros em meados do século XVIII, contrapondo-se à acontecimentos ocorridos nos Estados Unidos, através de comparações Culturais e Sociais existentes na época.
A abordagem da Educação Negra no Brasil deu-se através do Catolicismo – onde a Educação e vista como estratégia capaz de equiparar os negros aos brancos, como veículo de ascensão social ou mesmo como instrumento de conscientização moral e intelectual.  Trabalha com uma abordagem objetiva, através dos acontecimentos que se tornaram históricos para o movimento Negro no Brasil.
Seu foco nesta obra é o aprofundamento dos conhecimentos sobre a organização negra no século XVIII, por parte de estudantes e especialistas dos curós de Educação.
Gonçalves conclui sua idéia ao final do capítulo, consolidando a trajetória Social Negra Brasileira, à luz das novas perspectivas educacionais. Assim, contribuindo com a mudança da visão do Negro na Sociedade Brasileira, em sua escolarização e evangelização como pessoas capazes de transmitir conhecimentos a seus descendentes.
Suas idéias partem da análise do contexto onde os negros eram situados no Brasil até o presente estudo.
Seus conhecimentos são avançados para época em que a obra está contextualizada, trazendo à área educacional uma visão diferente sobre a relevância de educar a população negra até então vista como desnecessária.
Seus traços são objetivos ao retratar os Negros e a Sociedade Brasileira, trazendo precisão e coerência para as mudanças Educacionais e Sociais.
Os acontecimentos são organizados sistematicamente, uma vez que sua contextualização dá aos passos do desenvolvimento Educacional e Social da época.
Focado em pesquisas, sua obra volta-se aos estudantes das diversas áreas de licenciatura e assistencialismo ao social, ainda aos especialistas da área Educacional.

Guilherme Lima
Enviado por Guilherme Lima em 23/05/2010
Reeditado em 25/06/2010
Código do texto: T2274306

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Referência Bibliográfica). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Comentários

Sobre o autor
Guilherme Lima
Paraguaçu Paulista - São Paulo - Brasil, 27 anos
24 textos (18757 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/09/14 21:19)