Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O SENHOR de SÁNDARA - Um Romance Psicodinâmico

O livro "O senhor de Sándara" inaugura um gênero literário de alto valor pedagógico: o romance psicodinâmico , inédito no mundo das letras e cujo profundo significado será conhecido e admirado no futuro . Escrito pelo pensador Carlos Bernardo González Pecotche, é considerado um marco luminoso na extensa obra do autor por descrever os trechos iniciais do caminho do aperfeiçoamento que todo o ser humano pode percorrer desde que se decida transformar em artífice de sua escultura pessoal e colaborador numa grande obra de reconstrução humana. Na concepção do autor, evoluir e servir à humanidade são os dois grandes objetivos da vida do ser humano.

As personagens do romance têm um dinamismo ímpar, transcendendo o cárcere das linhas e das folhas; as alternativas de sua existência ultrapassam o final da leitura para se transformar em sinais luminosos no agitado mar da vida cotidiana do leitor. Por tal motivo, cada nova leitura é uma experiência diversa; as personagens evoluem nesta repetição dinâmica que foge da monotonia das criações estáticas para alcançar a vibração e a luminosidade de tudo quanto se renova pelo movimento.

Não é uma leitura para quem pretenda matar o tempo. Dentro da ampla concepção do autor, tempo é vida, e, ao perdê-lo, partes dela se vão sem possibilidade de recuperação. O tempo de vida do ser humano pode transcender a mensuração limitada das horas, dias e  anos definidos entre o instante do nascimento e o da transição para a morte. Essa ampliação do tempo é conseqüência da ampliação da vida. Pode-se viver muito ou pouco, dependendo dos conhecimentos que se tenha.

Em um brilhante artigo escrito na década de quarenta, o pensador dizia que a lei do tempo é, como todas as leis universais, justa e exata; e é lei porque fixa, sem distinção, normas e regras inexoráveis. Assim demonstra o fato de que o tempo perdido não pode ser mais utilizado; é como um pedaço de vida que se desperdiça e não pode ser mais incorporado a ela. E, numa conferência pronunciada em Córdoba em 1949," muitos momentos do dia passam em branco porque a mente, distraída por completo, se submerge na penumbra. Como é natural, estes trechos de tempo são pedaços de vida que se vão, por não se experimentar no curso dos mesmos a sensação de existir".

O autor, conhecido no mundo do pensamento como o criador de uma nova ciência, a Logosofia, empenhou-se anos a fio na preparação de uma obra grandiosa que foge da vulgaridade, da ilusão, da tragédia, para, no mais puro realismo, levar a reflexão do leitor a voltar-se para si e encaminhar, com a devida seriedade, a solução do delicado problema de seu destino.

Nagib Anderáos Neto
neto.nagib@gmail.com
Nagib Anderáos Neto
Enviado por Nagib Anderáos Neto em 18/10/2005
Reeditado em 04/07/2012
Código do texto: T60807

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autoria de Nagib Anderáos Neto www.nagibanderaos.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Nagib Anderáos Neto
São Paulo - São Paulo - Brasil
366 textos (88024 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 06:15)
Nagib Anderáos Neto