Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
        Fiquei sabendo da existência de Rosa Montero ano passado quando li História do Rei Transparente.Com este título de livro infantil foi o melhor que li em muito tempo.
E olha que tenho lido muitos livros bons, mas a história de Leola me fascinou de tal forma que se tornou inesquecível. Pouco depois li A louca da casa,do qual até hoje não consegui descobrir o gênero.Confirmei a minha primeira impressão.Eu posso não saber o gênero do livro mas reconheci que RM é um gênio literário.Através desta leitura pude descobrir que também tenho em casa essa louca maravilhosa que habita na casa de RM, porque para facilitar agora só vou chamá-la assim.Li então Paixões, compilação em livro de um trabalho jornalistico, em que ela disseca as grandes paixões entre homens e mulheres ( e também entre homens e homens porque paixão não escolhe sexo)  Pensei que não me surpreenderia mais.Estava em Varginha fazendo um curso quando no horário de almoço dei uma passada em uma livraria: lá estava A Filha do Canibal, assim mesmo, escrito em verde sobre um lilás quase roxo.Não era um título que me levaria a comprar um livro, mas era Rosa Montero e eu comprei.Lucía Romero, escritora de livros infantis, filha de um canibal e mulher de um sequestrado,vértice de um triângulo composto por ela, Adrian e Félix, companheiros que surgiram em sua vida do nada e se tornaram a sua trupe para esta aventura surpreendente: ela procura pelo marido sequestrado e na travessia encontra a si mesma.Na casa de Lucía além da cadela Foca mora também uma louca (ou era na casa de Rosa Montero? Não dá para saber).Lúcia mente e desmente com uma desfaçatez de dar gosto.A narrativa transcorre em três planos, ora Lucía fala de sí, ora é Rosa quem fala de Lucía, ora Felix conta suas histórias.Lendo a contra capa transcrevo a minha moda algumas observações:suspense cujas peripécias resultam em uma viagem ao coração do romance, na busca de um sentido para a própria vida.De tudo um pouco:lirismo e erotismo,drama e comédia,humor e tragédia.Fantasia e realidade. Há um capítulo antológico, que merecia ser distribuido para todas as mulheres  do mundo, quando ela reflete sobre a paixão de uma mulher madura por um jovem bem mais novo.Mais uma vez tenho que deixar bem claro: não sou resenhista profissional nem crítica literária. Sou apenas uma mulher madura apaixonada por livros.Quando encontro um como este, que liberta a minha louca, mexe com meus valores, me faz rir e chorar eu sinto necessidade de gritar ao mundo: leiam!!! é bom demais!!! E, se vocês não gostarem, eu não vou pedir desculpas..
Maria Olimpia Alves de Melo
Enviado por Maria Olimpia Alves de Melo em 10/10/2007
Reeditado em 11/10/2007
Código do texto: T689280

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e o link para http://marilim.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria Olimpia Alves de Melo
Lavras - Minas Gerais - Brasil
1107 textos (322989 leituras)
1 e-livros (258 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/08/17 15:03)
Maria Olimpia Alves de Melo