Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Arte de Safira Saldanha
Meu coração

Meu coração que de amor se alimenta,
Balbucia em meio a dor estanque,
De uma saudade que é tão violenta,
Que de mim não há nada que arranque.

Esse amor gostoso que é tão moleque,
Toca minha alma e meu ser reinventa,
Meu coração que de amor se alimenta,
Balbucia em meio a dor estanque,

Ele é ternura e minha alma acalenta,
E meu amor ele não põe em xeque.
Quando me sinto em sobra magenta,
Ele afaga com seu doce toque,
Meu coração que de amor se alimenta.

Edith Lobato – 31/08/14
Edith Lobato
Enviado por Edith Lobato em 25/06/2015
Reeditado em 27/06/2015
Código do texto: T5289588
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Edith Lobato). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Edith Lobato
Itaituba - Pará - Brasil
192 textos (65649 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/09/17 23:49)
Edith Lobato