Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Geadas de Inverno

Geadas de Inverno
28/08/2003

Por entre as frestas, cinzeladas na janela
do meu singelo olhar, perdido num vão,
Assisto a duelos, entre o Sol e o Deus Trovão,
Nos frios lençóis dum leito ornado de procela.

Glaciais rajadas, vêm num ímpeto selvagem,
Fustigar, calmamente, o fraco Sol restante
nos poiais azuis celestes, do árido semblante,
Que me ofertaste, gentilhomem, com friagem.

Se o Vento, cruel, não permite um fim feliz,
Nem deixa entrar as réstias finais dum dia claro,
Que seque já a Primavera..., e a cicatriz

Que tu deixaste, em geadas, e extinguiste, assim,
as altaneiras chamas, fósseis dum amparo
num Inverno conjugal; num leito de marfim!

Cristina Pires
Enviado por Cristina Pires em 26/01/2006
Código do texto: T104212

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Cristina Pires
França, 51 anos
87 textos (6702 leituras)
1 áudios (37 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 04:11)
Cristina Pires