Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MINHA TERRA


Ao deixar minha terra amada
Sinto no peito uma saudade ardente
Choro baixinho, mas não digo nada
Porém eu sinto minha “mãe” ausente

Noites de lua e ao cantar da pega
Vejo-na banhada de singelos goivos
E na tranqüilidade da cidade meiga
A rusticidade a espargir-se em oiro

Seis horas...declina o sol. Que poesia!
Badalam os sinos recitando a Ave Maria.
Tudo é silêncio. Tudo é paz. É nostalgia

Esta harmonia é quem me encanta e me fascina
Que me faz amar esta cidade pequenina
Sonhos de mulher. Inocência de menina!

Paulo Tavares
Enviado por Paulo Tavares em 18/02/2006
Código do texto: T113389
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Paulo Tavares
Miguel Alves - Piauí - Brasil
3 textos (127 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 23:47)
Paulo Tavares