Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AS HORAS

As horas vão se arrastando pelo dia
Algumas são horas mortas outras são vivas
O ponteiro do relógio parece estar cansado
Parece até que está com preguiça – quer mesmo é ficar parado.

As horas vão correndo com pressa
O ponteiro parece ser um velocista e nem se interessa
Se alguém não quer que ele bata recordes cronológicos
Quer mais é cumprir sua missão no seu ofício analógico.

Horas velozes e horas lentas
Indiferentes com a nossa vontade
Sobre a velocidade que elas devem passar.

Se eu não te vejo a dor aumenta
A hora passa enquanto minha saudade
Vai aumentando e a hora correndo sem se preocupar.

04/03/06
Miguel Rodrigues
Enviado por Miguel Rodrigues em 04/03/2006
Código do texto: T118766
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Miguel Rodrigues
Barueri - São Paulo - Brasil, 33 anos
1434 textos (42674 leituras)
6 e-livros (1681 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 10:10)
Miguel Rodrigues