Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

LUZ INTERIOR


Fecho os olhos e vejo a noite escura!
Não existem estrelas, paz somente
Neste silêncio meu, tão diferente,
Vejo uma eternidade de candura!

Fecho os olhos! Descanso a minha mente!
O meu corpo precisa de frescura...
Para manter a minha alma sã e pura,
Basta-me este silêncio, simplesmente...

Não quero tirar à noite o valor...
Nem tão pouco dizer que é sempre dia
Apenas quero de ambos, seu melhor:

Fecho os olhos e capto essa energia
Que brota em mel, da paz interior,
Ali...Onde nem é noite...Nem dia!


Henricabilio, 22.03.2005

Como grande partes dos meus poemas, procuro inspirar-me em factos originais. Neste caso, fiz todo este poema de olhos fechados (tenho outro feito de forma semelhante), tentando descrever o que os meus olhos viam e não viam, nesta situação.
Considero este poema, de decassílabos heróicos e sáficos ,um dos meus cem melhores poemas. Venho dá-lo a conhecer aos amigos e Leitores do Recanto em atenção ao mês de presença neste site, que se concretiza hoje.
Um grande abraço luso para todos e obrigado pela vossa amizade!

HENRICABILIO
Enviado por HENRICABILIO em 07/04/2006
Código do texto: T135494
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (www.Henricabilio.web.pt). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
HENRICABILIO
Caldas Da Rainha - Leiria - Portugal, 55 anos
573 textos (246214 leituras)
20 áudios (22305 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 08:32)
HENRICABILIO