Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Insegurança

Tal criança, um quê de rebeldia,
Meu sentido tão puro pra mudança,
Delírio que agora é esperança,
Tristeza, transformada em alegria.

Mas tão longe que está minha ora musa,
Que meus versos minh’alma sentencia:
Já não sei se de mim tens empatia,
Já não sei se em meu peito és intrusa.

Confuso por te ver assim calada,
Pergunto-lhe sabendo a resposta,
Responde-me sem nem abrir boca:

“O medo que eu tenho desta estrada,
É tanto que nem penso na proposta,
É tanto que me deixa quase louca!”
Lupo
Enviado por Lupo em 14/04/2006
Reeditado em 14/04/2006
Código do texto: T138845
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Lupo
Ilha Comprida - São Paulo - Brasil, 41 anos
44 textos (1391 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 18:47)
Lupo