Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

444-MUNDO POETA -Sonetilho dissílabo

444-MUNDO POETA -Sonetilho dissílabo

Por Sílvia Araújo Motta(*)

( Ro )  (ber) to
( li )  (de ) ra,
( a  )  (ber) to
(pon )  (de ) ra.

( A ) (ler) to
(se ) (cu ) ra.
(De ) (cer) to
(pro) (cu ) ra

(ob ) ( ter)
(pro) (fun ) do
( sa) (ber )

(es ) ( te ) ta
(no ) (MUN ) DO
(PO ) ( E  ) TA.

Lembretes:
a-(1-2: Contagem até a segunda sílaba forte)

b-Como os monossílabos,
os versos de duas sílabas não são freqüentes.

c-Também se empregam, de regra,
em estrofes polimétricas
para obtenção de efeitos expressivos.

d-Vale ressaltar que não se pode
fugir do tema proposto.

e- É obrigatório compor no sonetilho dissílabo,
duas estrofes de 4 versos(quartetos)
e duas estrofes de três versos(tercetos).

f)Encontramos dissílabos na obra de Casimiro de Abreu que
compôs seu famoso poema: A VALSA.

(*)silumotta@hotmail.com
http://www.recantodasletras.com.br/autores/silviaraujomotta
Silvia Araujo Motta
Enviado por Silvia Araujo Motta em 17/04/2006
Reeditado em 20/07/2008
Código do texto: T140316
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Silvia Araujo Motta
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil, 65 anos
6555 textos (668739 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 18:39)
Silvia Araujo Motta