Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Numa noite interna...

Uma flor entoava em pétalas vermelhas
Um canto de eriçar um músculo incapaz
E ao compasso de ti, eram seios, centelhas
A emprenhar o poema um fato perspicaz

Como se te contemplasse à luz que me espelhas
E viesse com a tarde em brilho a cor lilás
Nos respingos das coxas, suor em parelhas
Da penugem escorrendo à frente e por detrás

Como se não bastasse o pêssego da pele
Que o manjar saboroso é o próprio corpo enfim
Sem amena conversa, ou pedido que apele

És colméia de abelhas, mel assim assim
Lenha que arde toda e se revele
Buquê a incendiar de amor meu camarim
Miguel Eduardo Gonçalves
Enviado por Miguel Eduardo Gonçalves em 20/04/2006
Código do texto: T142106
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Miguel Eduardo Gonçalves
São Paulo - São Paulo - Brasil
909 textos (30712 leituras)
1 e-livros (38 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 11:52)
Miguel Eduardo Gonçalves