Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Versos Noturnos

Quando a noite desceu, n'hora do sono,
Minha mãe disse: "Filho, eu te amo",
E assim eu respondi, só, no abandono
Do escuro: "Crede mãe, também te amo".

E no diálogo, entrou o sono,
E ao dormir, minha mãe calou-se como
Ao entrar no seu sono de abandono,
Podia ainda ouvir-me: "Eu te amo."

E neste amor fraterno, sob as trevas
Da noite, no frio oriundo e vasto
Andando nestas singulares levas,

Su'alma me cobrindo com teus laços,
Quand'ela sai do leito seu nefasto
Eu posso sutilmente ouvir teus passos.
Johannes Hacke
Enviado por Johannes Hacke em 21/04/2006
Código do texto: T142538
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Johannes Hacke
Goiânia - Goiás - Brasil, 26 anos
6 textos (204 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 08:39)
Johannes Hacke