Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ao Perder da Alma

Quando suprir dos olhos teus o brilho
Por mim, não gaste nem mais uma luz.
O seu suspiro, dê pra morte apenas,
Mas, nenhum beijo seu q’a mim seduz.

Quando soar de longe um estribilho,
Que convida-te a ter tuas novas penas
Nunca derrame em mim o choro ardente
Que faz pesar as lágrimas centenas

Nem se estás triste, nem se estás contente,
Tu me procuras, não estou presente,
Estou perdido, fui pra qualquer lado,

Quando descer tu pros portões do inferno
Verá meus olhos vivos, e bem terno:
Direi que nunca fui apaixonado
Johannes Hacke
Enviado por Johannes Hacke em 21/04/2006
Código do texto: T142764
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Johannes Hacke
Goiânia - Goiás - Brasil, 26 anos
6 textos (204 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 14:34)
Johannes Hacke