Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Elogio ao Sofrimento

Tudo acaba tal chuva no verão,
Vida é um barco e eu sou seu marinheiro,
Tudo finda, é sempre passageiro,
Tempestades, loucura ou solidão.

Veja as gotas que caem do meu olhar,
Secarão com a noite e com o sono,
A tristeza que trouxe o abandono,
É igual a que ensina eu me amar.

Como eu posso negar este presente,
Maldizendo essas dores do passado,
Se são elas que moldam o meu futuro?

Tudo acaba e começa novamente,
E cada ato é menos complicado,
Cada onda me deixa mais seguro.
Lupo
Enviado por Lupo em 25/04/2006
Código do texto: T144867
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Lupo
Ilha Comprida - São Paulo - Brasil, 41 anos
44 textos (1391 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 20:05)
Lupo