Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Suspiro de saudade

Ó distinta mulher que eu admiro!
És tu, senhora, que, de fato, eu amo.
E as lágrimas que vês neste suspiro
São as dores saudosas que derramo.

Penso em ti nos momentos que respiro
E agora tua ausência eu reclamo.
Dos amores, o teu é que prefiro.
E dos nomes, o teu é que declamo.

Sem teus olhos a vida não tem brilho
E este poeta, o teu último filho,
Vai-se apagando sem tua altivez.

Estou distante, ó doce mulher!
Mas no primeiro ensejo que eu tiver
Nós estaremos juntos outra vez.
Moreira Gaspar
Enviado por Moreira Gaspar em 27/04/2006
Código do texto: T146168
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite a autoria de João Paulo Gaspar). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Moreira Gaspar
Acopiara - Ceará - Brasil, 28 anos
48 textos (3419 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 06:40)
Moreira Gaspar