Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CANTEMOS O AMOR

Cantemos o Amor, enquanto tempo sobra
Antes que caia do céu a labareda imunda
A abrir na terra vala tão profunda
Com força impenitente que a um edifício dobra

Cantemos esta vida entre outros pedaços
De corpos dizimados e mentes absurdas,
Cabeças enlouquecidas que ficaram surdas
Apagando do mundo os distintos traços

Cantemos o amor, ora, aqui repito
Sem calar em mim o inflamado grito
De viver um instante de imponderável glória

Se assim devemos escrever a História
Com choro, grito, sangue e aprofundada dor
Sem perder tempo, vamos cantar o Amor


New York, 11 de setembro 2001


Fernando Tanajura
Enviado por Fernando Tanajura em 23/05/2006
Reeditado em 22/06/2016
Código do texto: T161604
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Fernando Tanajura). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Fernando Tanajura
Estados Unidos
1467 textos (154770 leituras)
1 e-livros (154 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 01:13)
Fernando Tanajura