Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Meu Passamento

Não veio hoje esta manhã tão pura
De um céu azul e alegremente claro;
Em seu lugar, um vendaval amaro
Acompanhado de uma névoa escura.

E no meu peito, tal qual a sepultura,
O coração ao funeral preparo
De tudo aquilo que me for mais caro
Num cemitério de hedionda agrura

Pois ao morrer, num último gemido,
Na escuridão funérea do meu quarto
Pousado ao meu leito apodrecido

O abutre vislumbra estupefato
Nas faces do meu rosto contorcido
A estranha alegria com que parto.
Henrique de Castro Silva Junior
Enviado por Henrique de Castro Silva Junior em 31/05/2006
Código do texto: T166379
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Henrique de Castro Silva Junior
Paracambi - Rio de Janeiro - Brasil, 37 anos
51 textos (6439 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 12:32)
Henrique de Castro Silva Junior